Grêmio recebe multa e Renato é advertido pela Conmebol após Recopa

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • AFP PHOTO / Juan MABROMATA

    Conmebol puniu Grêmio por não divulgar programação antes de jogo na Argentina

    Conmebol puniu Grêmio por não divulgar programação antes de jogo na Argentina

O Grêmio foi multado pela Conmebol de novo. Pouco mais de um mês depois da primeira sanção, por conta de um dossiê enviado a patrocinadores em meio à final da Libertadores, a entidade aplicou punição ao Tricolor em virtude de atitudes que fugiram do protocolo durante a Recopa Sul-Americana, contra o Independiente-ARG. Renato Gaúcho ainda foi advertido.

A multa aplicada em 13 de março é de 3 mil dólares (R$ 9,9 mil na cotação atual). O valor será descontado da cota de TV a ser paga ao Grêmio no decorrer da Libertadores 2018.

Segundo comunicado do Tribunal Disciplinar da Conmebol, o Grêmio foi multado por não entregar agenda antes do primeiro jogo da Recopa. Por regulamento, o clube é obrigado a comunicar a entidade sua programação antes da partida.

Já Renato Portaluppi foi advertido pela comissão da Conmebol em virtude do atraso no início da partida, disputada no estádio Libertadores de América, em Avellaneda. O retardo foi atribuído ao treinador e no texto, a entidade ainda afirma que caso o fato se repita haverá suspensão de um jogo ao técnico.

O Grêmio empatou o jogo na Argentina, por 1 a 1, e depois ficou no 0 a 0 em Porto Alegre. Nos pênaltis, o Tricolor venceu o Independiente-ARG e ficou com o título da Recopa pela segunda vez. A primeira conquista do torneio havia sido em 1995.

O Grêmio volta a jogar pela Libertadores em 4 de abril, diante do Monagas-VEN, pela segunda rodada do grupo 1 da Libertadores. Na estreia da chave, o Tricolor empatou com o Defensor-URU, em Montevidéu, por 1 a 1.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos