Polêmico e carrasco: Riascos chega "causando" em seu retorno ao Vasco

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Fernando Soutello/AGIF

    Riascos marca contra o Botafogo e diz com a mão que não vai comemorar

    Riascos marca contra o Botafogo e diz com a mão que não vai comemorar

Música especial da torcida, titularidade obtida e fama de carrasco dos rivais cariocas mantida. O início de Riascos em seu retorno ao Vasco traz elementos que poderiam deixa-lo satisfeito, correto? Pois bem, mas não é desta maneira que o irreverente colombiano se sente ultimamente no clube. Sempre surpreendente, ele chamou a atenção na última quarta-feira ao fazer um gol sobre o Botafogo e não comemorar. Questionado sobre o motivo da atitude, despistou, e disse apenas que estava "incomodado".

"A verdade é que quando a gente não está conformado com alguma coisa, ficamos assim muito sério", disse à TV Globo na saída para o intervalo.

Como já é sabido, o Vasco enfrenta uma grande dificuldade de colocar os salários em dia. O clube deve dezembro, 13º, fevereiro, além das férias. Para tentar ficar em dia com o elenco de 2018, o Cruzmaltino se esforçou para pagar janeiro, portanto, como Riascos chegou este ano, está com um mês de atraso.

Ao ser perguntado se sabia o que estava contrariando o colombiano, o vice de futebol, Fred Lopes, não soube responder.

"Nos pegou de surpresa. Não houve sinalização anterior de insatisfação. Vamos conversar na sexta", disse o dirigente, lembrando da folga para o elenco na última quinta.

Já o técnico Zé Ricardo acredita que o incômodo de Riascos não é com o grupo.

"Riascos é um jogador quieto, na dele. Sinceramente não sei. Deve ser alguma coisa pessoal. Não é nada com o grupo".

No Cruzeiro, insatisfação virou batalha judicial

Jogador sem papas na língua, Riascos já havia causado polêmica no futebol brasileiro em 2016, quando, pelo Cruzeiro, declarou publicamente sua insatisfação em estar no clube. A declaração repercutiu muito mal, o atacante foi afastado e, em seguida, iniciou-se uma batalha jurídica de meses, em que o colombiano chegou a ficar impedido de atuar.

Carrasco de Botafogo, Flamengo e Fluminense

Uma coisa é certa: Riascos segue sendo carrasco dos rivais cariocas para delírio da torcida vascaína. Dos três gols marcados em seu retorno, dois foram marcados sobre o Botafogo. No total de clássicos pelo Vasco, já são sete em 16 jogos disputados. São três contra Flamengo, três diante do Botafogo e um em duelo com o Fluminense, a maioria em jogos decisivos.

O colombiano também já é o segundo maior artilheiro estrangeiro do Vasco no século XXI, com 20 gols, atrás apenas do sérvio Petkovic, que tem 28.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos