Torcida do PSG publica livro com bastidores da negociação de Neymar

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO / REMY GABALDA

A transferência de Neymar para o Paris Saint-Germain, em agosto do ano passado, teve tudo que uma novela precisa: vários capítulos, suspense, frustração e comemoração. Como todo bom enredo, a ida do brasileiro ao Parque dos Príncipes contou com um momento crítico - a publicação de Gerard Piqué, que cravava a permanência do craque no Barcelona. De acordo com o livro "PSG: Revelações de uma Revolução", que conta os bastidores da negociação, o post do zagueiro espanhol nas redes sociais fez a diretoria do PSG acelerar a negociações pelo atacante.

O livro, escrito pelo coletivo de torcedores Paris Untied, conta que Antero Henrique, diretor esportivo do PSG, estava reunido com o agente Pini Zahavi quando tomou conhecimento da frase publicada por Piqué nas redes sociais. "Ele fica", escreveu o espanhol na legenda de uma foto ao lado de Neymar. Na ocasião, o Barça havia se reunido com o jogador para tentar convencê-lo de permanecer na Espanha. A partir disso, a direção do clube francês decidiu agilizar a assinatura do contrato do camisa 10.

Além disso, a obra revela também que a contratação de Neymar se tornou uma "questão de Estado" e que o ex-presidente Nicolas Sarkozy intermediou junto ao Ministério dos Esportes da França para que os altos impostos não fossem um obstáculo para o acordo.

A novela teve fim em 8 de agosto de 2017, quando o clube de Paris anunciou Neymar como a contratação mais cara da história do futebol - 222 milhões de euros (R$ 812 milhões).

Após a repercussão do livro na França, o coletivo de torcedores já indicou a possibilidade de publicar a segunda parte da obra em novembro deste ano.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos