Doriva se desculpa por deixar Ponte para assumir SP: "não soube proceder"

Do UOL, em Santos (SP)

  • Robson Ventura-4.out.2015/Folhapress

    Doriva deixou a Ponte Preta em outubro de 2015 para assumir o São Paulo

    Doriva deixou a Ponte Preta em outubro de 2015 para assumir o São Paulo

Doriva foi apresentado na manhã desta segunda-feira (26) como novo técnico da Ponte Preta. Esta será a segunda passagem do treinador pelo clube campineiro; a primeira foi encerrada depois que ele deixou a equipe durante o Campeonato Brasileiro de 2015 para assumir o São Paulo. A atitude fez o treinador pedir desculpas à torcida em sua primeira entrevista coletiva.

Doriva teve um bom desempenho no comando da Ponte Preta em sua primeira passagem. Foram 15 jogos, entre Série A e Sul-Americana, com seis vitórias, cinco empates e quatro derrotas. Quando deixou o clube, entregou a equipe na nona colocação do Brasileiro. Hoje, se arrepende do que fez e agora espera reconquistar os torcedores alvinegros.

"A Ponte é uma grande instituição e naquele momento eu não soube proceder, por isso quero reconstruir essa história. Sei que algumas feridas levam tempo para cicatrizar e peço desculpas ao torcedor e à imprensa: estou focado em fazer um grande trabalho e respeito demais a camisa da Ponte Preta. Lamento o ocorrido e quero reconquistar o torcedor com trabalho", disse.

Como já comandou o Novorizontino no Campeonato Paulista, Doriva acompanhará as finais do Troféu do Interior, contra o Mirassol das tribunas – o interino João Brigatti ficará no banco de reservas. Desta forma, ele reestreia na Ponte Preta apenas na Copa do Brasil: dia 11 de abril, contra o Náutico, no Moisés Lucarelli.

O principal objetivo do técnico, porém, é levar a Ponte de volta à Série A: "O desafio é o mesmo que antes, mas a motivação é bem maior. Da outra vez que estive aqui estávamos na Série A, a gente começou bem, vacilou um pouquinho na sequência, mas engrenou, tivemos aquela sequência inesquecível de quatro vitórias seguidas. Agora a ocasião é outra, mas a dificuldade é igual e a vontade ainda maior. Vamos fazer nova história e se Deus quiser voltar à Série A".

Doriva comentou ainda sobre a necessidade de reforços. "Estou acompanhando e monitorando todos os nomes que tem possibilidade de trazermos. Temos que ter inteligência para identificar atletas com nosso perfil financeiro atual, mas de maneira agressiva neste momento de reformulação, para ter um elenco competitivo", finalizou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos