Topo

Futebol


Gabigol foge de renovação com Santos e aposta em sorte contra jejum de gols

Ricardo Moreira/Fotoarena/Estadão Conteúdo
Gabigol não marca um gol há mais de um mês e promete mais capricho nas finalizações Imagem: Ricardo Moreira/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

2018-03-26T09:55:45

26/03/2018 09h55

O presidente do Santos, José Carlos Peres, declarou que está focado na renovação do empréstimo de Gabriel Barbosa. Gabigol pertence a Inter de Milão, da Itália, e assinou com o clube paulista até o fim deste ano. Questionado sobre o assunto, o camisa 10 não cravou que pretende permanecer na Vila Belmiro em 2019 e despistou em relação ao seu futuro.

“Não penso em contrato, tem bastante tempo para resolver isso, mas fiquei muito feliz pelo presidente falar que me quer no time. Minha intenção é permanecer um ano, e depois sentar e conversar rapidinho, decidir com meus pais", afirmou Gabigol.

O camisa 10 teve início arrasador em seu retorno ao Santos. Foram quatro gols em quatro jogos. No entanto, Gabigol não marca um gol há mais de um mês.

O último ocorreu na vitória por 2 a 0 contra o Santo André, no dia 25 de fevereiro. O camisa 10 passou em branco contra Real Garcilaso, do Peru e Nacional-URU, pela Copa Libertadores da América, e Botafogo-SP pelas quartas de final (dois jogos), além do clássico contra o Palmeiras no último sábado, no Pacaembu. 

Para acabar com o jejum de gols, Gabigol aposta em mais sorte, mas promete caprichar mais nas finalizações.

“Contra o Botafogo-SP fizemos dois grandes jogos, e eles trucaram o jogo, e seguravam a bola. Isso influenciou. O futebol, hoje em dia, está assim. Tivemos várias chances de fazer o gol na última partida. É caprichar um pouco mais e ter um pouco de sorte”, disse.

Gabigol teve boas oportunidades no clássico contra o Palmeiras, mas parou no goleiro Jailson. "Acho que, hoje em dia, tem vídeos, tem estudos. O Jailson sabe meus pontos fortes. Há os méritos dos goleiros. Não é sempre o atacante que erra. Tento finalizar sempre da mesma forma, no chão, forte. Eu acho que foi bastante mérito dele. Eu espero ajudar meus companheiros com gols, passes”, concluiu.

Mais Futebol