Rildo pega pena de seis meses por fratura em João Paulo no Vasco x Bota

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • André Melo Andrade/Eleven/Estadão Conteúdo

    João Paulo, do Botafogo, teve a perna direita fraturada em duas partes

    João Paulo, do Botafogo, teve a perna direita fraturada em duas partes

O Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-RJ) não pegou leve com o atacante Rildo, do Vasco, pela grave lesão que o jogador proporcionou ao meia João Paulo, do Botafogo, no clássico entre as equipes no último dia 18. Em audiência nesta segunda-feira (26), ficou decidido que o atleta cruzmaltino ficará suspenso até que o alvinegro volte a treinar ou num período máximo de 180 dias. Cabe recurso.

O prazo de seis meses é o mesmo que os médicos estipularam para o retorno de João Paulo aos gramados. O jogador passou pelo procedimento cirúrgico na semana passada e iniciou o período de recuperação. Ele fraturou a perna direita em duas partes.

Durante o pós-operatório, Rildo chegou a visitar o meia no hospital e recebeu o perdão do companheiro de profissão. Em sua página oficial do Facebook, o vascaíno postou um pedido de desculpas, mas ressaltou não ser "maldoso".

Paralelamente a suspensão, Rildo se recupera de uma luxação no ombro direito ocorrida justamente no clássico com o Botafogo. O prazo de recuperação é de três semanas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos