Vasco acerta com polêmico jovem que foi destaque do Boavista

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Paulo Fernandes / Flickr do Vasco

    Lucas, de 21 anos, foi apresentado pelo Vasco nesta quarta-feira em São Januário

    Lucas, de 21 anos, foi apresentado pelo Vasco nesta quarta-feira em São Januário

O Vasco anunciou na tarde desta quarta-feira a contratação do jovem meia-atacante Lucas, de 21 anos, do Boavista. Ele foi um dos destaques do Campeonato Carioca deste ano e carrega consigo uma acusação de estupro coletivo, onde chegou a ser detido preventivamente e solto em seguida por falta de provas. O contrato é por empréstimo até o fim do ano.

Embora polêmico, sempre foi visto como talentoso. Nas divisões de base, chamou a atenção de ninguém menos que o holandês Seedorf, que realizava um estágio de treinador na equipe de Saquarema (RJ) na época.

No Estadual de 2018, ele disputou 12 partidas e fez três gols, contribuindo para a campanha do Boavista, que chegou ao vice-campeonato da Taça Guanabara.

Questionado sobre o episódio de acusação de estupro, Lucas, assim como fez em outras ocasiões em que foi abordado, preferiu não se aprofundar no assunto.

"É um assunto passado, não quero mais pensar nisso. Minha família ajudou muito", declarou o jogador, admitiu que a situação o abalou: Foi um caso que me abalou, sim, Mas sabia que era inocente".

Vice de futebol do Vasco, Fred Lopes saiu em defesa do atleta:

"Isso é um assunto superado. Está provado que ele é inocente. Da parte do Vasco, se houvesse desconfiança, não estaria aqui. Acreditamos no atleta e no homem. Só trazemos atletas com qualidade dentro e fora de campo".

Relembre o caso

Lucas foi acusado, ao lado de outros seis homens, de drogar e estuprar uma menor de idade após baile funk no Morro da Barão, zona oeste do Rio de Janeiro.

Em depoimento à polícia, a vítima do estupro - menor de idade - disse ter sido drogada e violentada por um grupo de homens após ter ido visitar o jogador. Segundo o primeiro relato da jovem às autoridades, quando ela acordou após ser dopada, viu cerca de 30 homens armados de pistolas e fuzis em um imóvel.

Pedro Ivo Almeira/UOL
Lucas (de camisa preta) quando foi depôr na Cidade da Polícia

Após uma semana detido, Lucas deixou o Complexo Penitenciário de Gericinó, no Rio de Janeiro. Ele foi liberado após a polícia entender que não havia indícios suficientes para sua detenção, solicitando a revogacão de sua custódia. Posteriormente, foi declarado inocente.

O caso ganhou repercussão depois de imagens do ato terem sido vazadas na internet.

Seis ordens de prisão ainda foram expedidas na época pela Justiça. Além dele, Lucas Santos, Rai de Souza, Michel Brasil, Raphael Belo, Marcelo Corrêa e Sergio Luiz da Silva Junior são os alvos. Esse último, também conhecido por "Da Rússia", era apontado como chefe do tráfico do morro da Barão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos