Acordo liberou acerto Paraná-Caixa, mas contratações passarão pela Justiça

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

  • Paraná Clube/Instagram

    Contrato com a Caixa só foi liberado após acordo judicial

    Contrato com a Caixa só foi liberado após acordo judicial

A assinatura do Ato Trabalhista, que determinou o presidente Leonardo Oliveira também como interventor judicial remunerado do Paraná Clube, foi o que permitiu a assinatura do contrato de patrocínio com a Caixa Econômica Federal, com duração de um ano a partir desde dia 29 de março. Entretanto, o clube terá de seguir uma planilha rígida de compromissos que incluem inclusive que toda contratação não prevista em orçamento passe por aprovação do Judiciário.

Com cerca de 5 a 6 milhões de reais em dívidas trabalhistas em cerca de 200 ações, o Paraná vivia às voltas com penhoras, com bloqueios na conta corrente de valores como os pagamentos da Globo e ou da própria CEF em seu contrato anterior, e até receitas de bilheteria, o que Inviabilizava a administração diária da clube. Após muita negociação com a Justiça, esta reuniu as ações no Ato Trabalhista e nomeou como administrador judicial o próprio presidente Leonardo Oliveira, com remuneração mensal de R$ 25 mil.

O UOL Esporte apurou que a decisão pelo nome de Leonardo partiu do Judiciário, que entendeu ser o atual presidente, sem remuneração estatutária prevista, o nome mais capaz a conduzir o processo. Leonardo poderá responder civil e penalmente como administrador. Na decisão, todo o valor que entrar no caixa do Paraná será divido em 20% para pagamentos judiciais, incluindo processos cíveis, e 80% para o fluxo diário. Com a assinatura do termo, não haverá mais penhoras surpresas.

O Ato Trabalhista tem como padrão quitar as dívidas dos participantes dando prioridades a ações com acidente de trabalho, pessoas com mais de 60 anos, ou as mais antigas, pela ordem. Um perito está examinando as dívidas, mas a Justiça imagina pagar cerca de R$ 3 milhões em dívidas nos próximos 30 dias. Há a previsão de que até o final do ano o clube possa estar sem dívidas.

Caixa pagará R$ 3 milhões e meio e mais bonificações

O novo contrato com a Caixa renderá R$ 3,5 milhões aos cofres do Paraná, a serem pagos em quatro parcelas, a primeira delas em Abril, no valor de R$ 1.050.000,00. O Paraná também terá bonificações em caso de conquista do título brasileiro, R$ 1,5 milhão a mais, de incremento de público em suas redes sociais, e de investimentos em esportes olímpicos, por percentual.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos