Caso de prostituição infantil na Argentina tem mais oito pedidos de prisão

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

    Soledad Garibaldi investiga rede de pedófilos que agitou futebol de base argentino

    Soledad Garibaldi investiga rede de pedófilos que agitou futebol de base argentino

O escândalo de prostituição infantil na base do Independiente, tradicional clube argentino, teve novos desdobramentos na manhã desta quinta-feira. Soledad Garibaldi, agente responsável pela investigação, ordenou a prisão de mais oito pessoas além dos quatro que já estão detidos. O caso foi revelado no último dia 21, após denúncia do coordenador da base do clube, Fernando Berón, que foi informado pelos psicólogos do clube que um garoto de 14 anos das categorias de base contou, aos prantos, que estava se prostituindo. A pessoa que aliciou o adolescente era um atleta do clube de 19 anos.

Entre os oito pedidos de prisão decretados estão o de um empresário de jogadores e ainda um organizador de torneios juvenis. Um deles já se apresentou à Polícia, e foi identificado pelo jornal "Clarín" como Leonardo Cohen Arazi, que trabalha como relações públicas e assistente de celebridades. Em seu depoimento, Arazi disse que conhecia "da balada" o jogador de 19 anos que é apontado como responsável por entregar companheiros à rede de pedófilos. Uma testemunha do caso disse que já esteve na casa de Arazi junto com muitos menores e um deles foi apresentado como seu amante.

Além de Arazi, também está preso um árbitro de jogos do país, Martín Busto, suspeito de pagar por sexo com crianças entre 14 e 16 anos. O esquema estaria em vigência havia quatro meses. De acordo com a investigação, cerca de 20 garotos foram levados para um apartamento de luxo de Palermo, um dos bairros mais nobre de Buenos Aires, para fazer sexo com quatro homens. Eles recebiam mil pesos por programa (R$ 160), além de tênis, jóias e presentes.

Até o momento, três vítimas foram identificadas, mas os policiais acreditam que existam mais garotos aliciados. Há inclusive suspeita de que os abusos sexuais ocorressem em outros clubes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos