Arrascaeta evolui após renovar com Cruzeiro e assédio do exterior aumenta

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Pedro Vale/AGIF

    De Arrascaeta comemora gol pelo Cruzeiro. Renovação aumentou assédio sobre o camisa 10

    De Arrascaeta comemora gol pelo Cruzeiro. Renovação aumentou assédio sobre o camisa 10

A renovação contratual fez bem para Giorgian De Arrascaeta. O uruguaio de 23 anos melhorou o rendimento depois de ter o vínculo valorizado com o clube e recebe ainda mais assédio do futebol estrangeiro.

Em cinco partidas após a assinatura do novo acordo (em 19 de fevereiro), o camisa 10 fez dois gols e se responsabilizou por uma assistência para gol de Rafael Sóbis. O número é semelhante ao que ele havia obtido em todos os outros oito jogos que disputou na temporada - duas assistências e um gol.

A melhora de rendimento faz com que o gringo seja objeto de desejo do futebol do exterior. A Inter de Milão chegou a fazer uma consulta ao estafe do atleta, mas não avançou nas negociações. O agente Javier Manzo já foi procurado por outros clubes estrangeiros após a valorização do meia-atacante.

"Por suas recentes atuações e por estar na seleção uruguaia também, é natural que haja procura e assédio de clubes de diferentes mercados. Aumentou um pouco após a renovação, mas ainda não temos uma oferta concreta", declarou o empresário ao UOL Esporte.

Arrascaeta e Cruzeiro, todavia, têm um plano em comum: realizar uma transferência após a Copa do Mundo da Rússia. Este detalhe não está firmado em contrato, mas é um acordo verbal feito no dia em que o atleta assinou o vínculo que estipula multa rescisória de 30 milhões de euros (R$ 120 mi) e tem duração até dezembro de 2021.

"Nosso combinado é jogar a Copa Libertadores e participar da Copa do Mundo para, depois, ver se há a possibilidade de saída", disse Javier Manzo.

Convocado por Óscar Tabárez para defender a seleção uruguaia nos amistosos contra República Checa e País de Gales, Arrascaeta deve aparecer na lista para a Copa do Mundo. A participação no torneio é ponto crucial para uma possível venda.

Apesar da multa elevada e do assédio ao jogador, o Cruzeiro quer vendê-lo por no mínimo R$ 60 milhões - metade do valor imposto em cláusula. Os mineiros detêm 30% dos direitos econômicos do uruguaio. Em novembro do ano passado, o Orlando City ofereceu US$ 7 milhões (R$ 22,59 mi à época) para tirá-lo da Toca da Raposa II. A proposta do clube estadunidense, entretanto, foi recusada.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos