CBF defende árbitro de final e rechaça troca por reprovação do Cruzeiro

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Rubens Cavallari/Folhapress

    A escolha do árbitro Dewson Freitas para a final do Mineiro desagradou ao Cruzeiro

    A escolha do árbitro Dewson Freitas para a final do Mineiro desagradou ao Cruzeiro

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) defende Dewson Freitas (Fifa/PA) das críticas feitas pelo Cruzeiro e descarta a possibilidade de troca do árbitro para o jogo de ida da final do Campeonato Mineiro entre o clube celeste e o Atlético-MG, domingo (1º), às 16h (de Brasília), no estádio Independência.

O órgão foi responsável por indicar o juiz e Elmo Resende (GO) para o sorteio feito pela Federação Mineira de Futebol (FMF). Presidente da Comissão Nacional de Arbitragem da CBF, o coronel Marcos Marinho explica o mecanismo e diz que não há possibilidade de troca de árbitro para o duelo do fim de semana.

"Solicitam à CBF que indique árbitros para as competições. Fomos fazendo as seleções, principalmente em federações do Nordeste. Colocamos as pessoas que sobraram para fazer o sorteio em Minas. Atendemos ao pedido dos clubes", disse ao UOL Esporte.

O cartola da CBF ainda destaca o fato de Dewson Freitas integrar o quadro de árbitros da Fifa. Ele ocupa esta condição desde 2015.

"Nós indicamos os nomes, o sorteio foi feito pela Federação Mineira. A partir de agora, se houver algum problema, é com eles lá. Mas não dá para mudar agora. Eles não têm que reportar mais nada à CBF. Fizemos a nossa parte. E o Dewson [Freitas] é um árbitro Fifa, né? Não há o que reclamar", disse Coronel Marinho.

A insatisfação do Cruzeiro com a escolha do árbitro se deu antes do sorteio realizado pela FMF, na tarde dessa quarta-feira (29). O vice de futebol Itair Machado entrou em contato com Giuliano Bozzano, presidente da Comissão de Arbitragem do órgão local, para se queixar do nome de Dewson Freitas no sorteio. A reclamação, contudo, não foi atendida e ele está escalado para o jogo contra o Atlético-MG, no domingo.

A objeção do Cruzeiro em relação a Dewson Freitas vem desde 8 de agosto de 2016, no empate com o Corinthians por 1 a 1, pela 19ª rodada do Brasileirão. Na ocasião, a diretoria reclamou por um lance envolvendo o goleiro Cássio e o atacante Ramón  Ábila. O centroavante caiu em dividida com o jogador do time paulista na grande área e os mineiros queixaram-se de pênalti. O árbitro, contudo, optou por mandar o jogo seguir na ocasião. O argentino sofreu um pequeno corte na perna por conta do lance.

À época, a cúpula cruzeirense enviou um ofício à CBF para protestar formalmente contra o árbitro, que ficou na geladeira e voltou a trabalhar 22 dias depois do ocorrido.

Helcio Araújo (PA) e José Ricardo Coimbra (PA) serão os auxiliares de Dewson Freitas na partida de ida do Campeonato Mineiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos