CBF defende árbitro de final e rechaça troca por reprovação do Cruzeiro

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Rubens Cavallari/Folhapress

    A escolha do árbitro Dewson Freitas para a final do Mineiro desagradou ao Cruzeiro

    A escolha do árbitro Dewson Freitas para a final do Mineiro desagradou ao Cruzeiro

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) defende Dewson Freitas (Fifa/PA) das críticas feitas pelo Cruzeiro e descarta a possibilidade de troca do árbitro para o jogo de ida da final do Campeonato Mineiro entre o clube celeste e o Atlético-MG, domingo (1º), às 16h (de Brasília), no estádio Independência.

O órgão foi responsável por indicar o juiz e Elmo Resende (GO) para o sorteio feito pela Federação Mineira de Futebol (FMF). Presidente da Comissão Nacional de Arbitragem da CBF, o coronel Marcos Marinho explica o mecanismo e diz que não há possibilidade de troca de árbitro para o duelo do fim de semana.

"Solicitam à CBF que indique árbitros para as competições. Fomos fazendo as seleções, principalmente em federações do Nordeste. Colocamos as pessoas que sobraram para fazer o sorteio em Minas. Atendemos ao pedido dos clubes", disse ao UOL Esporte.

O cartola da CBF ainda destaca o fato de Dewson Freitas integrar o quadro de árbitros da Fifa. Ele ocupa esta condição desde 2015.

"Nós indicamos os nomes, o sorteio foi feito pela Federação Mineira. A partir de agora, se houver algum problema, é com eles lá. Mas não dá para mudar agora. Eles não têm que reportar mais nada à CBF. Fizemos a nossa parte. E o Dewson [Freitas] é um árbitro Fifa, né? Não há o que reclamar", disse Coronel Marinho.

A insatisfação do Cruzeiro com a escolha do árbitro se deu antes do sorteio realizado pela FMF, na tarde dessa quarta-feira (29). O vice de futebol Itair Machado entrou em contato com Giuliano Bozzano, presidente da Comissão de Arbitragem do órgão local, para se queixar do nome de Dewson Freitas no sorteio. A reclamação, contudo, não foi atendida e ele está escalado para o jogo contra o Atlético-MG, no domingo.

A objeção do Cruzeiro em relação a Dewson Freitas vem desde 8 de agosto de 2016, no empate com o Corinthians por 1 a 1, pela 19ª rodada do Brasileirão. Na ocasião, a diretoria reclamou por um lance envolvendo o goleiro Cássio e o atacante Ramón  Ábila. O centroavante caiu em dividida com o jogador do time paulista na grande área e os mineiros queixaram-se de pênalti. O árbitro, contudo, optou por mandar o jogo seguir na ocasião. O argentino sofreu um pequeno corte na perna por conta do lance.

À época, a cúpula cruzeirense enviou um ofício à CBF para protestar formalmente contra o árbitro, que ficou na geladeira e voltou a trabalhar 22 dias depois do ocorrido.

Helcio Araújo (PA) e José Ricardo Coimbra (PA) serão os auxiliares de Dewson Freitas na partida de ida do Campeonato Mineiro.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos