Leandro Donizete "caríssimo" trava negociações e rescisão vira alternativa

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • André Yanckous/AGIF

    Leandro Donizete disputou apenas uma partida pelo Santos nesta temporada

    Leandro Donizete disputou apenas uma partida pelo Santos nesta temporada

Além de buscar um camisa 10 e mais reforços na temporada, o Santos tem como uma das principais metas se desfazer do volante Leandro Donizete. No entanto, o alto salário do jogador tem sido empecilho para negociar o veterano, tanto por empréstimo, como em definitivo.

A diretoria santista fez as contas em relação ao contrato assinado de Leandro Donizete com a gestão do ex-presidente Modesto Roma e considera o jogador "caríssimo". Caso ele permaneça até o fim de seu vínculo, ele terá custado aos cofres do clube paulista cerca de R$ 14 milhões.

A conta da diretoria santista envolve salários de CLT (Consolidações das Leis Trabalhistas), luvas (premiação por assinatura de contrato), direitos de imagem, férias e 13º salário.

Por conta disso, a diretoria santista pretende iniciar conversas para tentar rescindir o contrato do jogador de forma amigável. O clube está disposto a indenizar o atleta, mas acredita que a rescisão ainda é mais viável do que manter o volante até o fim de seu contrato.

A ideia de negociar a rescisão com Leandro Donizete surgiu após a diretoria perceber que dificilmente encontrará um clube para transferi-lo. Isso porque todos os clubes brasileiros interessados, entre eles o América-MG, pediram para que o Santos pagasse 70% do ordenado do atleta durante o empréstimo.

A cúpula alvinegra considera este tipo de negocio prejudicial, pois Leandro Donizete recebe cerca de R$ 300 mil mensais, somando salários e luvas. 

O veterano esteve perto de acertar transferência para o Coritiba, clube pelo qual jogou 119 partidas entre 2008 e 2011, até ir ao Atlético-MG. Dono de imóveis em Curitiba, chegou a procurar escola para a filha e estava contente com a chance de voltar à cidade.

Mas esbarrou na demora do Santos em aceitar a proposta do Coritiba, que incluía uma dívida dos salários do zagueiro Cléber e do meia-atacante Rafael Longuine, emprestados pelo Peixe ao Coxa em 2017, de R$ 700 mil.

Leandro Donizete tem contrato com o Santos até 2019. Ele disputou 23 jogos pelo clube, sendo somente um nesta temporada – diante do Palmeiras, na última terça-feira. No primeiro ano de clube, o volante jogou 22 partidas, sendo 14 como titular e oito entrando durante os jogos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos