"Árbitro de vídeo pode matar o futebol", diz Falcao após derrota para o PSG

Do UOL, em São Paulo

  • Regis Duvignau/Reuters

    Falcao García lamenta seu gol anulado contra o PSG

    Falcao García lamenta seu gol anulado contra o PSG

O atacante Falcao García, do Monaco, criticou a tecnologia no futebol depois da derrota do seu time para o Paris Saint-Germain, por 3 a 0, no domingo (31), na final da Copa da Liga Francesa.

O árbitro de vídeo teve participação decisiva na etapa inicial da decisão. Logo aos quatro minutos, a primeira polêmica: Mbappé passou por três adversários e foi derrubado dentro da área. O juiz marcou pênalti, mas logo depois voltou atrás. O árbitro assistente de vídeo (VAR, na sigla em inglês) precisou entrar em ação para que a arbitragem confirmasse a penalidade a favor do PSG.

O VAR voltaria a entrar em ação ainda no primeiro tempo para "salvar" o PSG. Aos 38 minutos, Falcao recebeu cruzamento dentro da área e desviou de cabeça para o gol. O colombiano partiu para a comemoração e as equipes já estavam posicionadas para o reinício da partida quando a arbitragem anulou o lance após consultar o vídeo - o atacante estava em posição de impedimento.

"Às vezes, nem mesmo vendo as imagens fica claro e esse tipo de coisa pode matar o futebol. Revisando o pênalti se perdeu quatro minutos e com o meu gol, mais quatro, mas só acrescentaram dois", disse Falcao.

"É incrível e frustrante, mas vamos seguir com a cabeça erguida porque demos tudo, apesar que não conseguimos o título. [O PSG] é muito bom, mas precisaram da ajuda do árbitro para ganhar", afirmou o jogador em entrevista para a ESPN.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos