"Como sexo sem prazer", diz francês campeão mundial sobre árbitro de vídeo

Do UOL, em São Paulo

  • Regis Duvignau/Reuters

Campeão mundial pela França na Copa de 1998, Bixente  Lizarazu é comentarista de futebol atualmente e não gosta do uso de tecnologia no futebol. No jogo entre Monaco e PSG deste sábado (31), em que o time de Paris foi campeão da Copa da Liga Francesa após polêmicas, ele deu uma opinião forte sobre o VAR.

Lizarazu entende que isso atrapalha a sensação das pessoas que estão no estádio: "VAR é como sexo sem prazer. Na hora dos fogos de artifício, você é obrigado a parar. Esse é o sentimento no estádio", afirmou o comentarista da Telefoot.

Um dos lances polêmicos na partida foi quando Falcao, do Monaco, teve um lance invalidado com ajuda do árbitro de vídeo. Lizarazu reclamou: "os torcedores do Monaco ficaram muito empolgados com o gol do Falcao, eles estavam muito felizes, mas tiveram que parar tudo. É terrível, é muito frustrante".

Lizarazu entende que, se há o árbitro de vídeo no jogo, é preciso explicar melhor as decisões ao torcedores que estão no estádio: "os torcedores não participam de nada, é como se não fosse importante. O torcedor quer participar do show, mas negam isso a eles. Temos que usar o vídeo melhor. Isso tem que ser explicado para todo mundo, no estádio e na televisão. Estamos fazendo parte do mesmo show".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos