10+: Estaduais têm time 100% irregular e até briga com gandula em final

Do UOL, em São Paulo

O momento é de decisão em quase todos os campeonatos estaduais pelo Brasil. O fim de semana de Páscoa foi recheado de gols e de clima tenso nos clássicos que valem troféu, como em São Paulo e Minas Gerais. 

No Rio, o que esteve à prova foi a saúde cardíaca de botafoguenses e vascaínos, que fizeram uma partida acirrada no Nilton Santos, como novo triunfo cruzmaltino nos minutos finais.

O calendário já chegou em abril, mas ainda tem estadual começando agora no país, como o do Tocantins, e com imbróglio que deverá parar na Justiça desportiva logo na primeira rodada.

Confira dez momentos deste fim de semana nos estaduais:

Gandula vira pivô de discussão na final mineira

O clássico no Independência já havia acabado, com vitória do Atlético-MG por 3 a 1 na primeira final do Campeonato Mineiro, quando Robinho, meia do Cruzeiro, foi tirar satisfações com um gandula, que teria retardado a reposição de bola - o mando era do Galo. Foi o estopim para uma discussão geral. Integrantes das comissões técnicas trocaram empurrões, Lucas Romero e Elias, idem.

No Tocantins, os 11 titulares estavam irregulares

Último estadual do Brasil a ter início em 2018, o Campeonato Tocantinense gerou polêmica logo na primeira rodada. No último sábado, o Paraíso estreou com derrota por 2 a 1 para o Gurupi, mas esse foi o menor dos problemas. Os 11 jogadores escalados pela equipe como titulares não tiveram documentações regularizadas na CBF, e o clube dificilmente escapará de punição no Tribunal de Justiça Desportiva local, com perda de pontos e/ou multa de até R$ 100 mil.

Bahia faz festa no campo, na rua e... no teto do ônibus 
Caíque Bouzas/EC Bahia/Divulgação

A torcida do Bahia lotou o entorno da Fonte Nova para recepcionar a equipe antes da primeira final do Baiano, contra o Vitória. O clima de euforia contagiou o volante Nilton, que quebrou uma das saídas de emergência do ônibus para subir no teto do veículo.

Ele sacou o celular e fez fotos e vídeos da festa tricolor nas ruas. "Ainda bem que alguém segurou o meu pé quando o ônibus freou", disse o jogador sobre o momento inusitado. Em campo, o Bahia fez valer a expectativa do torcedor e saiu na frente na decisão: vitória por 2 a 1

Em São Paulo, confusão dentro e fora de campo 
Daniel Vorley/AGIF

A vitória por 1 a 0 sobre o Corinthians, em Itaquera, deixou o Palmeiras a um empate do título do Campeonato Paulista, mas o clássico se destacou mais pelos lances ríspidos e clima tenso. Doze cartões amarelos foram mostrados, além de duas expulsões, uma para cada lado (Clayson e Felipe Melo), depois de uma confusão generalizada antes do intervalo.

Após o apito final, o atacante Lucca, reserva do Timão, trocou empurrões com Roberto Ribas, auxiliar técnico do Verdão, no túnel de acesso ao campo. Na súmula, o juiz Leandro Bizzio Marinho ainda relatou arremessos de copos plásticos e até cuspes na direção dos jogadores do Palmeiras e do quarteto de arbitragem.

Vasco na reta final do Carioca: teste para cardíaco

O torcedor do Vasco não pode reclamar de falta de emoção na fase final do Campeonato Carioca. Na semifinal contra o Fluminense, Fabricio marcou aos 50 minutos do segundo tempo e colocou a equipe treinada por Zé Ricardo na decisão estadual. Neste domingo, o herói de última hora foi o atacante Andrés Ríos, com um gol aos 48 que assegurou a vitória por 3 a 2 sobre o Botafogo, no Nilton Santos. É teste para cardíaco, como diria aquele famoso narrador.

Jogador se machuca ao dar passe para o gol do "Jason" 
Reprodução de TV

O Serra venceu por 1 a 0, fora de casa, o Real Noroeste e saiu na frente na final do Campeonato Capixaba. O gol foi de Rael, que na comemoração usou uma máscara do Jason, personagem do filme de terror "Sexta-Feira 13", atirada no campo pela torcida visitante. 

Reprodução de TV

O detalhe do lance é que Joelson, autor da assistência, perdeu o equilíbrio após cruzar a bola na área e se chocou com a mureta de concreto que sustenta o alambrado do Estádio José Olímpio da Rocha, em Águia Branca-ES. Ele machucou a mão, que foi enfaixada na beira do campo.

Veterano deixa Brasiliense em vantagem no DF 
Divulgação

Aos 39 anos, o experiente atacante Reinaldo, ex-Flamengo e São Paulo, continua com faro de gol apurado. Ele anotou o gol da vitória do Brasiliense por 1 a 0 sobre o Sobradinho, no jogo de ida das finais do Campeonato Brasiliense, o popular Candangão. A equipe precisará apenas de um empate na volta, no próximo sábado, no Estádio Mané Garrincha, para ficar com a taça.

Choveu pedra no interior de São Paulo

Torcedores do Guarani foram alvos de pedradas e outros objetos "voadores" na saída do Barão de Serra Negra, na noite do último sábado, após o empate sem gols com o XV de Piracicaba, pela semifinal da Série A2 do Campeonato Paulista. Felizmente, ninguém se feriu gravemente. As equipes disputam uma das vagas de acesso à elite estadual em 2019. 

Time de Diego Costa fica fora de final inédita em Sergipe

Clube administrado pela família de Diego Costa, atacante do Atlético de Madrid, o Lagarto tentava se classificar pela primeira vez à final do Campeonato Sergipano, mas a equipe teve o sonho interrompido no último sábado, ao perder a semifinal para o Sergipe por 2 a 1, fora de casa. A eliminação foi ainda mais cruel porque o gol que definiu o placar, de Brendon, em chute de fora da área, saiu aos 48 minutos do segundo tempo.

Muita chuva e nenhum gol em Goiás

Aparecidense e Goiás se enfrentaram neste domingo pela primeira partida da final do Campeonato Goiano, mas a chuva foi a protagonista em campo. As duas equipes se aqueceram debaixo de temporal na cidade de Aparecida de Goiás. O gramado ficou encharcado e houve dúvidas quanto à realização do jogo. Mesmo com péssimas condições do campo, a bola rolou (ou tentou rolar), mas o placar não saiu do zero.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos