Brenner torna-se carrasco do Vasco e vira esperança para virada do Botafogo

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

O gol de Andrés Rios aos 48 minutos do segundo tempo caiu como um balde de água fria para o Botafogo, mas a derrota para o Vasco por 3 a 2, no primeiro jogo da final do Campeonato Carioca, ao menos serviu para sacramentar Brenner como um carrasco cruzmaltino - o que traz alento e esperança para o duelo decisivo no próximo domingo (8) no Maracanã.

Este ano, os rivais se enfrentaram três vezes e o atacante deixou sua marca em cada uma das partidas. O jogador, aliás, pareceu não ter gostado de ser substituído no segundo tempo ao deixar o gramado com cara de poucos amigos. O técnico Alberto Valentim, porém, preferiu não polemizar.

"Jogador quer jogar, quer procurar ajudar e há o nervosismo da final. Procurei fazer o melhor com os jogadores que temos no banco", disse.

Além de Brenner, o meia chileno Léo Valencia foi outro que não gostou de sair. Valentim explicou o que falou para os dois.

"Valeu, valeu, valeu. Da mesma forma que falei com Brenner, não vamos falar de polêmica. Precisamos nos unir mais ainda na derrota. Depois vamos procurar corrigir o que precisamos", minimizou Valentim.

Brenner, que veio do Internacional, é o artilheiro do Botafogo na temporada.

No próximo domingo, o Vasco joga com a vantagem do empate. Em caso de vitória do Botafogo por um gol de diferença, a decisão vai para os pênaltis.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos