Carille busca substituto ideal para Clayson e abre disputa para a decisão

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

    Capaz de quebrar linhas, Clayson encara o lateral Marcos Rocha na primeira final

    Capaz de quebrar linhas, Clayson encara o lateral Marcos Rocha na primeira final

Após a derrota por 1 a 0 em Itaquera, Corinthians precisa reverter o placar diante do Palmeiras para conseguir ser campeão paulista novamente. Para alcançar a virada no próximo domingo (8), às 16h (horário de Brasília), em pleno Allianz Parque, o time alvinegro terá também de superar a falta de Clayson, expulso de campo na primeira partida após uma confusão com Felipe Melo.

Titular desde a reta final do ano passado, Clayson ganhou ainda mais importância no time alvinegro nesta temporada por ser considerado por Fábio Carille o único atacante titular capaz de "quebrar linhas de marcação" do adversário.

Sem Clayson, Carille tem apenas uma opção para manter o estilo: o meia-atacante Pedrinho, que tem sido escalado aberto e tem ganhado cada vez mais chances nas partidas. 

Já Romero tem mais chances de voltar à titularidade, já que Pedrinho, segundo o próprio Carille, ainda não tem condições de atuar os 90 minutos por causa da condição física.

Jadson, por sua vez, corre por fora para substituir Clayson, já que ainda não foi escalado pelos lados na temporada 2018. Antes da lesão muscular, o meia atuou por dentro ao lado de Rodriguinho.

O camisa 10, recuperado do problema físico há pelo menos uma semana, tem mais chances de ser escalado nessa posição, como ocorreu, por exemplo, no clássico de fevereiro contra o Palmeiras. Nessa situação, Jadson atuaria na vaga de Emerson.

Rodrigo Gazzanel;Ag. Corinthians
Carille terá de fazer mudanças na equipe

Na vitória por 2 a 0 sobre o Palmeiras na fase de grupos do Estadual, o Corinthians atuou sem centroavante, com Rodriguinho e Jadson por dentro, além de Clayson pela esquerda e Romero à direita. 

À procura de soluções

Contra o Palmeiras, na primeira final, Clayson foi mais uma vez a válvula de escape do Corinthians diante da falta de espaço para criar no campo de ataque. Tal função foi muito explorada também na segunda semifinal contra o São Paulo, quando o time alvinegro também precisava reverter o placar.

No último sábado, Clayson travou um duelo particular com o lateral-direito Marcos Rocha, que, com a tarefa de marcá-lo, pouco subiu ao ataque. 

Após a expulsão de Clayson, o Corinthians atuou dez minutos com Maycon aberto à esquerda. Carille, então, deslocou o volante para a lateral e colocou Romero pelo setor de Clayson.

Vital, por sua vez, deu lugar a Pedrinho pelo lado direito. Em poucos minutos, o meia-atacante mostrou que pode quebrar as linhas do Palmeiras. Driblador, o jovem jogador recebeu muitas faltas e deixou o volante Thiago Santos pendurado com um cartão amarelo.

O Corinthians precisa vencer o Palmeiras por dois de diferença para ser campeão no Allianz Parque. Se vencer pela contagem mínima, a decisão será nos pênaltis.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos