Eto'o ameaça processar revista africana após pegadinha de 1º de abril

Do UOL, em São Paulo

  • Venezia Filippo/EFE/EPA

    Samuel Eto'o em ação durante sua passagem pela Sampdoria

    Samuel Eto'o em ação durante sua passagem pela Sampdoria

Uma pegadinha de 1º de abril não caiu nas graças de Samuel Eto'o. Publicada na África, a revista "Jeune Afrique" publicou notícia dizendo que o jogador concorreria ao cargo de presidente de Camarões para brincar com o Dia da Mentira. O atacante do Konyaspor não gostou e ameaçou processar o periódico.

Para aumentar a insatisfação de Eto'o, vários veículos internacionais caíram na pegadinha da "Jeune Afrique", entre elas o canal de televisão francês "France 24", amplificando o alcance da notícia falsa.

Em longa nota publicada em sua conta pessoal no Facebook, Eto'o afirmou que seu país natal vive momento político delicado e exigiu a publicação do comunicado como direito de resposta à pegadinha.

"Seguindo os artigos publicados em suas edições online de 1º de abril de 2018, informarei que desejo exercer meu direito de resposta. Caso contrário, reservo-me o direito de processar por difamação", comunicou Eto'o.

A reportagem falsa continua disponível no site da "Jeune Afrique", mas agora com o esclarecimento de que se trata de uma brincadeira de 1º de abril.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos