Cruzeiro obtém crédito de R$ 3 milhões por 180 dias em acordo com banco

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • © Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Wagner Pires de Sá, presidente do Cruzeiro, assina acordo de conta garantida com Santander

    Wagner Pires de Sá, presidente do Cruzeiro, assina acordo de conta garantida com Santander

O Cruzeiro renovou o contrato de conta garantida, espécie de cheque especial para pessoa jurídica, com o Banco Santander em 29 de março passado. O documento, que impõe teto de R$ 3 milhões, foi assinado pelo presidente Wagner Pires de Sá e pelo vice Herminio Francisco Lemos. A informação foi divulgada pelo blog do Nicola e confirmada pelo UOL Esporte.

Os mineiros têm um limite de crédito na instituição financeira e terão que pagar juros de 1,69% ao mês em caso de utilização do valor. O clube, portanto, só terá uma dívida com a companhia em caso de utilização do montante.

A cédula de crédito bancário tem prazo de 180 dias e se encerra em 24 de setembro de 2018. Até esta data, o clube tem crédito de R$ 3 milhões e pode usar qualquer quantia, mas pagando juros.

Se tiver a intenção de utilizar o montante após este prazo determinado pelo documento, o time terá que firmar um novo contrato com o banco.

O Cruzeiro utiliza algumas de suas posses como garantia. Estão impostos em contrato patrimônios como a sede administrativa, os dois centro de treinamentos - Toca da Raposa I e Toca da Raposa II - e outros bens do clube.

O contrato de conta garantida foi celebrado com o Santander pelo fato de o clube ser correntista do banco. Os mineiros pagam contas e salários por meio da instituição financeira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos