Topo

Futebol


Trio da Associação de Árbitros da Itália recebe balas de fogo pelo correio

REUTERS/Alessandro Garofalo
Gol de Icardi foi anulado após VAR ser acionado. Arbitragem na Itália tem sido criticada após adoção do sistema eletrônico no campeonato local Imagem: REUTERS/Alessandro Garofalo

Do UOL, de São Paulo

2018-04-05T20:55:20

05/04/2018 20h55

Uma entrega por correio chamou a atenção na Associação de Árbitros da Itália. Dentro do envelope continha três balas de revólver, endereçadas a três pessoas: Marcello Nicchi (presidente da associação dos árbitros), Narciso Pisacreta (vice-presidente) e Nicola Rizzoli (juiz de futebol).

A polícia italiana foi acionada e busca pistas sobre o autor da ameaça.

Nicchi lamentou o fato e acusa um profissional da imprensa por ter incitado torcedores contra os árbitros.

"Um jornalista disse: 'Você tem que atirar nos árbitros e não permitir que eles arbitrem'", declarou o presidente da associação dos árbitros, em nota da “BBC”.

O futebol italiano vive envolto de polêmica sobre o uso do VAR (sistema eletrônico de apoio à arbitragem). O vídeo para auxílio dos juízes foi adotado no Campeonato Italiano nesta temporada.

Em março, torcedores da Lazio protestaram em frente à associação dos Árbitros alegando que o clube tem sido prejudicado pelos juízes e pelo VAR.

Na quarta-feira, o VAR foi decisivo para anular um gol na partida da Inter x Milan. Icardi fez o gol, mas o sistema eletrônico detectou impedimento, anulando o gol. A partida terminou empatada por 0 a 0.

Mais Futebol