Volta atrás de historiadores explica por que números do dérbi não batem

Diego Salgado, Leandro Miranda e Lucas Pastore

Do UOL, em São Paulo

  • Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

    Maycon e Dudu em ação na partida entre Corinthians e Palmeiras, na final do Paulista

    Maycon e Dudu em ação na partida entre Corinthians e Palmeiras, na final do Paulista

Um embate fora das quatro linhas fez surgir mais uma polêmica entre Corinthians e Palmeiras, que decidem o Campeonato Paulista no próximo domingo. Nos últimos anos, os clubes passaram a divergir em relação aos números do retrospecto do clássico depois que os departamentos históricos passaram a adotar critérios distintos de análise.

A diferença de dez jogos entre as listas está ligada à disputa de partidas que não tiveram 90 minutos de duração (veja os números abaixo). Nove delas eram válidas pelo extinto Torneio Início, enquanto um duelo era válido pela Taça Henrique Mündel. Nos dois casos, os times disputavam vários jogos no mesmo dia.

Para o Palmeiras, cujo critério inclui esses duelos, a vantagem sobre o Corinthians é de quatro vitórias. O Corinthians, que não leva em consideração as partidas, entende que o time alvinegro está a dois triunfos de alcançar o rival.

O departamento histórico corintiano, que adota os números do jornalista Celso Unzelte, entende que essas partidas não devem ser levadas em consideração pois não tinham a duração de um confronto normal. O Palmeiras, por sua vez, acha justo incluí-las na relação de clássicos.

Folhapress
Formação do Palmeiras que disputou o Torneio Início de 1956, em jogos no Pacaembu

Os clubes, entretanto, já enxergaram a situação de outra forma. Unzelte, por exemplo, chegou a considerar esses duelos no 'Almanaque do Timão', livro publicado em 2000. No aplicativo de celular, baseado nos dados do livro, porém, eles não foram contabilizados.

"Na primeira publicação eu contava os jogos do Torneio Início, mas me dei como voto vencido, porque os demais pesquisadores não costumam contar", disse o historiador em um vídeo publicado pela ESPN no começo deste ano. "Não computo essas partidas para confronto contra ninguém. Não conto, assim como a maioria dos pesquisadores de futebol não contam", completou Unzelte na ocasião.

O Palmeiras fez o caminho inverso. De acordo com José Roberto Christianini, historiador do clube, essas dez partidas são contabilizadas pelo "grupo atual de historiadores, que passou a limpo todos os jogos". Segundo ele, isso ocorreu há dez anos.

Nos dez jogos que causam a divergência, o Palmeiras venceu quatro, com dois triunfos do Corinthians e outros quatro empates. Por terem duração curta, essas partidas tiveram poucos gols: foram sete alviverdes e quatro alvinegros.

Reprodução
Duelo de Torneio Início está no Almanaque do Corinthians; no aplicativo, não

O que era o Torneio Início?

A competição que é o foco da divergência entre Corinthians e Palmeiras era bastante tradicional na primeira metade do século passado. Ela era disputada em um único dia e reunia todos os times do Campeonato Paulista. Além disso, os jogos empatados eram decididos no número de escanteios obtidos.

O Torneio Início teve 48 edições entre 1919 e 1996. Nas últimas seis décadas, porém, a disputa só ocorreu em cinco temporadas. Na última, em 1996, ocorrida após um intervalo de 49 anos, 16 equipes disputaram o título no Palestra Itália.

O Corinthians, por exemplo, disputou três jogos de 20 minutos cada. O time perdeu na semifinal para a Portuguesa, que derrotou o Rio Branco por 1 a 0 na decisão após dois tempos de 15 minutos.

Já a Taça Henrique Mündel reuniu, em 1938, Corinthians, Palmeiras, Portuguesa e São Paulo - o time alvinegro se sagrou campeão. Os times disputaram o troféu após jogos disputados no mesmo dia, mais uma vez no Palestra Itália, com duração inferior a 90 minutos. Assim como no Torneio Início, os escanteios desempataram os duelos.

A conta do Corinthians

356 jogos
126 vitórias do Palmeiras (514 gols)
106 empates
124 vitórias do Corinthians (476 gols)


A conta do Palmeiras

366 jogos
130 vitórias do Palmeiras (521 gols)
110 empates
126 vitórias do Corinthians (480 gols)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos