Inter prevê 'dois ou três jogos' para retomar ritmo após recesso

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Inter

    Colorado não joga desde 21 de março e só volta a campo na quarta-feira da próxima semana

    Colorado não joga desde 21 de março e só volta a campo na quarta-feira da próxima semana

Os 21 dias sem jogos oficiais devolverão peças importantes ao Internacional. Poderão ajudar o time a melhorar seu desempenho, físico e técnico, mas cobrarão um preço na retomada. No grupo esse ônus já é sabido: o Colorado vai sentir a falta de ritmo e precisará de algumas partidas para destravar. Os dois testes ajudaram, mas não eliminaram os efeitos do recesso.

A última partida o Inter foi contra o Grêmio, em 21 de março. E o time só joga novamente no dia 11, diante do Vitória, pela Copa do Brasil. Esse confronto marca um início de readaptação.

"Os primeiros dois ou três jogos vão ser vitais para a gente readquirir ritmo e jogar até a parada da Copa", comentou Rodrigo Dourado, volante do Internacional.

Nos dois jogos-treino, contra Caxias e São José-POA, o Inter apresentou dificuldades. Principalmente na parte ofensiva. Pouca profundidade e até contundência. Raras chances de gol. E um incômodo defensivo quando da perda da posse da bola.

Diante do Vitória, o Colorado aposta no fator local e em possível cansaço rival para conseguir ganhar. A vitória não dará apenas vantagem no duelo de 180 minutos, mas confiança.

"A gente sabe que vamos ganhar confiança aos poucos. Ganhar os primeiros jogos é importante. Na Copa do Brasil o adversário é difícil, depois vem o Brasileiro e só jogos grandes. Mas nosso time é bom", opinou Dourado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos