À espera de novo técnico, Fla vence Atlético-GO com golaço de Diego

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • CARLOS COSTA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

    Diego comemora golaço. Meia comandou vitória do Flamengo em amistoso em Goiânia

    Diego comemora golaço. Meia comandou vitória do Flamengo em amistoso em Goiânia

Enquanto aguarda a definição sobre o futuro técnico, o Flamengo tenta não perder o foco na preparação para a sequência da temporada. Sonhando com Renato Portaluppi, mas com Maurício Barbieri à beira do gramado, o Rubro-negro carioca venceu de virada o Atlético-GO por 3 a 1 neste sábado, no estádio Olímpico de Goiânia, em amistoso festivo pelo aniversário do clube goianiense.

Diego, com um golaço, comandou o triunfo do time da Gávea. Além de marcar duas vezes, o meia foi o principal articulador do Flamengo. Henrique Dourado, de pênalti, completou o placar; Joanderson abriu o placar para o Atlético.

Início devagar

Sob forte calor e em clima amistoso, o jogo em Goiânia começou de maneira lenta. O Flamengo, melhor tecnicamente, envolvia o Atlético com as trocas de passes no campo de ataque. No entanto, o que se via era um time com pouca criatividade e sem objetividade.

Os donos da casa se defendiam e saíam em poucas oportunidades na direção do gol de César. Em uma dessas vezes, aos 38 minutos, Joanderson aproveitou falha da defesa carioca após escanteio e tocou para o fundo das redes: 1 a 0 para o Atlético-GO.

Virada em 3 minutos

Na segunda etapa, o Flamengo nem parecia o time sonolento dos primeiros 45 minutos. E virou o jogo em apenas três. Com menos de um minuto, Diego aproveitou cruzamento de Éverton Ribeiro para finalizar de primeira para o gol.

Dois minutos depois, Henrique Dourado cobrou pênalti – Bruno Santos desviou com a mão chute de Everton Ribeiro – para fazer 2 a 1 para os cariocas.

O Flamengo, então, passou a dominar completamente o jogo. Aos 26 minutos, em grande lance, Diego marcou mais uma vez para fechar o placar. O meia passou no meio da zaga do Atlético, entrou na área e encobriu o goleiro Klever com categoria: 3 a 1.

O técnico interino Maurício Barbieri trocou o time inteiro, dando chance aos 11 reservas, e o grupo que entrou não comprometeu, segurando a vitória até o apito final.

Diego: golaço e fim de 'jejum'

O gol de empate do Flamengo foi o primeiro do meia Diego com a bola rolando nesta temporada. Antes, apenas dois gols de falta. E este não foi o único. O camisa 10 ainda marcou um segundo e belo gol – driblando dois defensores e encobrindo o goleiro Klever. Henrique Dourado, por sua vez, marcou de pênalti pela 24ª vez na carreira – em 25 cobranças.

"A diferença no jogo foi conseguir fazer o gol no segundo tempo. Já vínhamos criando. Isso modificou o jogo. Saímos satisfeitos. Tivemos uma boa semana de treinamento e colocamos isso em prática", comentou Diego.

Júlio César entra e brilha duas vezes

Às vésperas de sua aposentadoria, Júlio César atuou por 45 minutos neste sábado. O experiente goleiro entrou na vaga do jovem César após o intervalo. E mostrou os motivos que o levaram a ser considerado um dos melhores arqueiros dos últimos anos. Acionado com perigo algumas vezes, brilhou com duas grandes defesas.

"Joguei hoje para pegar ritmo para a despedida, contra o América-MG. Quero estar bem confiante lá para ajudar a equipe", comentou o goleiro, que irá se aposentar na segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

Barbieri se esquiva sobre futuro

Questionado ainda mesmo antes de a bola rolar sobre a possibilidade de acabar assumindo a equipe de maneira efetiva, o técnico Maurício Barbieri desconversou.
"Não tenho essa preocupação [ser efetivado]. Nosso objetivo aqui é melhorar a equipe. Esperamos chegar mais forte no Brasileiro", disse o comandante do time neste sábado.

ATLÉTICO-GO 1 x 3 FLAMENGO

Data: 07 de abril de 2018 (sábado)
Local: Estádio Pedro Ludovico Teixeira (Olímpico), em Goiânia (GO)
Árbitro: Bruno Rezende (GO)
Auxiliares: Hugo Corrêa e Thiago dos Santos (ambos de GO)
Cartão amarelo: Bruno Santos (AGO)
Gols: Joanderson, aos 38 minutos do primeiro tempo; Diego, a 1 minuto e aos 26, e Henrique Dourado, aos 3 minutos do segundo tempo

Atlético-GO
Klever; Alisson (Luan), William Alves, René e Bruno Santos; Rômulo, Warian (João Paulo), Fernandes e Tomas Bastos (Pablo); Júlio César e Joanderson (Tito)
Técnico: Claudio Tencati

Flamengo
César (Júlio César); Rodinei (Pará), Réver (Léo Duarte), Juan (Thuler) e Renê (rauco); Cuéllar (Jonas), Diego (Jean Lucas) e Lucas Paquetá (Vinicius Jr.); Everton (Marlos Moreno), Éverton Ribeiro (Willian Arão) e Henrique Dourado (Lincoln)
Técnico: Maurício Barbieri

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos