Quando volta? Inter aposta em Pottker para mudar baixa produtividade

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Inter

    William Pottker está fora de atividade desde o dia 15 de fevereiro com lesão muscular

    William Pottker está fora de atividade desde o dia 15 de fevereiro com lesão muscular

Foram apenas os primeiros treinamentos, mas já serviram para renovar as esperanças do Inter. William Pottker está próximo de voltar. Sem o atacante,  a produtividade do ataque colorado caiu sensivelmente e o regresso é base para uma nova expectativa.

Pottker foi liberado pelo departamento médico do Inter e voltou a treinar com o grupo nesta semana. Sua última partida foi em 15 de fevereiro, contra o Juventude. Desde então aconteceram só mais dois gols de atacantes: Damião contra o Remo e Nico López, de pênalti, contra o Grêmio.

"Não consigo responder 100% hoje. Hoje não. Hoje (sexta) foi o primeiro treino do Pottker com o grupo. E um treino bem específico. O planejamento era ter um treino mais aberto, mas com o Pottker nós mudamos o treinamento para ele se integrar ao trabalho. O Pottker ficou 45 dias fora e ele precisa readquirir confiança e ritmo. Para quarta-feira temos que aguardar. Restam uns treinos, mas eu diria que é bem difícil", disse o técnico Odair Hellmann.

Mesmo que não seja na quarta, a ideia é que o jogador simbolize a retomada de uma produtividade totalmente satisfatória no começo do ano. Ele e Damião, também lesionado, referendavam a forma de jogar do Inter, que acabou sendo alterada aos poucos na ausência da dupla.

"A gente quer Pottker e Damião, mas depende também do dia a dia. Tem casos em que a volta tem resposta rápida. Depende de caso para caso, de jogador para jogador. Depende da lesão também. E temos que tomar cuidado para ter Pottker e Damião para vários jogos", afirmou o técnico. "A evolução é constante, tem que ser constante. Sabemos que precisamos evoluir em muitos aspectos. Conversamos bastante sobre isso. Temos aspectos positivos e em outros, temos que evoluir mesmo. Tentamos atacar essas situações. Iniciamos o ano com uma ideia de jogo, uma maneira de jogar, Pottker e Damião saíram e a característica do time e de jogo muda. Tínhamos um mecanismo com esses jogadores. Com a volta deles, tem um processo de retomada. Mas cada jogo vai mostrar o que ainda podemos fazer", completou.

Odair não mostra-se preocupado com a ausência de gols dos atacantes ou mesmo do time. Nos dois jogos-treino realizados durante o recesso, apenas um gol marcado, do volante Patrick.

"Eu, como treinador, passo confiança aos atacantes. Fiz isso com o Damião, quando ele não tinha conseguido marcar os gols. Conduzo isso com os demais. Planejamos finalizações. Trabalhamos tudo isso. Na quarta-feira, quero gols de atacantes. Mas se um volante ou lateral fizer, ganhamos o jogo. E aí vamos trabalhar para os atacantes fazerem no próximo jogo", finalizou.

Na quarta-feira o Colorado volta a disputar partidas oficiais. O duelo será com o Vitória às 19h30 (de Brasília) no Beira-Rio pela quarta fase da Copa do Brasil.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos