Carille diz que Corinthians não deu volta olímpica por respeito

Do UOL, em São Paulo

  • Rodrigo Gazzanel;Ag. Corinthians

Bicampeão paulista, o técnico Fabio Carille disse que o Corinthians evitou dar uma volta olímpica no Allianz Parque por respeito ao Palmeiras após a conquista do seu time no torneio estadual. Em entrevista à "ESPN Brasil", o treinador repetiu as palavras do presidente Andrés Sanchez e explicou a opção de não fazer a tradicional comemoração na casa do rival.

"Por questão de respeito, por ter a torcida do Palmeiras ainda presente, decidimos não fazer a volta olímpica", contou o treinador, que conseguiu levar o seu time à vitória por 1 a 0 no Allianz Parque e forçou a decisão por pênaltis, também vencida pelo Corinthians.

Para Carille, a conquista do título de 2018 foi mais especial do que a do ano anterior pela dificuldade que enfrentou para escalar o time ao longo do campeonato. Ainda sem um centroavante de peso, ele disse que foi campeão mesmo sem ter um time ideal na cabeça.

"Sim (teve que trabalhar mais). Muito diferente do ano passado, quando achamos uma equipe logo no início. Esse ano fomos campeões sem achar um time ainda. Jogo a jogo. Quando você tem um time, você não pensa tanto adversário a adversário como montar time como neste ano", explicou.

Além do trabalho árduo, Carille acredita que a força da torcida corintiana, que lotou um treino aberto na noite da última sexta-feira, também precisa ser valorizado para explicar como o Corinthians conseguiu superar as adversidades.

"Mexe, mas eu não participei da chegada (ao estádio de Itaquera na sexta) porque fui para a coletiva. É impressionante o que mexe. Foi um combustível para enfrentarmos o estádio do Palmeiras", disse.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos