Carneiro promete recuperação rápida e se apoia em Aguirre e Lugano no SP

Bruno Grossi e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação/São Paulo FC

    O diretor executivo de futebol do São Paulo, Raí, cumprimenta o reforço, Carneiro

    O diretor executivo de futebol do São Paulo, Raí, cumprimenta o reforço, Carneiro

O São Paulo apresentou nesta segunda-feira (9) o seu oitavo reforço para esta temporada. Considerado uma das principais promessas do futebol uruguaio, Gonzalo Carneiro assinou contrato de três temporadas com o Tricolor. O jogador, que se recupera de pubalgia e ainda não atuou em 2018, vai vestir a camisa 19 no clube do Morumbi. Além de Carneiro, o São Paulo trouxe Jean, Nenê, Diego Souza, Anderson Martins, Tréllez, Valdívia e Régis.

Para se adaptar ao clube e ao país, o atacante vai contar com o apoio dos compatriotas Diego Aguirre, técnico do São Paulo, e Diego Lugano, superintendente de relações internacionais do Tricolor. "Não estava nos planos [vir para o São Paulo], fiquei surpreso. Mas aqui vi que teria mais facilidade pela comissão técnica uruguaia e a presença de Lugano, um ícone para os uruguaios. É nosso capitão. Não tenho muita familiaridade com a língua portuguesa, mas acho que conseguirei me adaptar", disse Carneiro.

Em fase final de recuperação da pubalgia, a previsão inicial é de que o jogador seja liberado para defender o São Paulo em cerca de duas semanas. Carneiro vai disputar posição com Tréllez, Diego Souza e Brenner.

"Por sorte, fiz um grande trabalho a parte do Defensor, com o fisioterapeuta do Nacional, de Montevidéu. Cheguei bem, sem dores, mas ainda tenho um tempo de adaptação, que será muito curto, eu garanto", disse Carneiro.

Indicado pelo compatriota Diego Lugano, o jogador, de 22 anos, destaca-se também pela estatura. Com 1m94, ele pode contribuir ao time nas jogadas aéreas. O atacante, porém, também é conhecido por sua habilidade e velocidade. Desde a estreia como profissional no Defensor Sporting, em 27 de outubro de 2015, Carneiro disputou 41 partidas, sendo 19 como titular e somente seis com 90 minutos completos. O número de gols é de 12, e não 13, como se divulgou a a princípio. Houve uma confusão no empate em 2 a 2 com o Villa Española em 12 de novembro de 2016, pelo Campeonato Uruguaio.
"Eu me considero, pela altura, mais técnico do que físico. Sou veloz e minha posição favorita é de meia, por mais que tenha jogado uma temporada como centroavante. Chego a um clube grande, que me dá essa oportunidade e um desafio lindo. Oxalá eu consiga conquistar muitas coisas aqui", afirmou Carneiro.
O São Paulo viu no atacante um negócio de oportunidade. Como ele estava perto de encerrar o seu vínculo com o Defensor, do Uruguai, o jogador estava livre para assinar um pré-contrato com outro clube.

"A gente vem acompanhando e buscando referências há três meses. Tinham clubes brasileiros e de outros países interessados nele, também. O contrato é de três anos. Lá no Uruguai, o contrato dele terminaria em 31 de junho e trazê-lo agora foi de suma importância. A janela poderia fechar e ele não conseguiria jogar neste ano, a concorrência aumentaria. E ele chegando aqui nos deixa tranquilos para acompanhar a recuperação da lesão e a adaptação ao clube. Temos um jogador que dará muitas alegrias ao São Paulo e cumprirá as expectativas sobre seu futebol", disse o diretor executivo do São Paulo, Raí.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos