Klopp vê City como melhor do mundo, mas pondera: "Não existe time perfeito"

Caio Carrieri

Colaboração para o UOL, em Manchester (ING)

  • Carl Recine/Reuters

Clube inglês com mais títulos da Liga dos Campeões, com cinco conquistas, o Liverpool tem cenário muito encaminhado para acabar com o sonho europeu do Manchester City, time que é sensação da Inglaterra ao ostentar campanha recorde na liderança da Premier League, apesar da derrota (3 a 2) para o Manchester United, no último sábado no Etihad, que adiou momentaneamente a conquista do título.

Os Reds viajam a Manchester nesta terça-feira, e às 15h45 (horário de Brasília) decidem vaga na semifinal do torneio europeu após ter aplicado o maior revés sofrido pelo time de Josep Guardiola na temporada. No confronto de ida, em Anfield, os mandantes golearam por 3 a 0, e apenas uma noite desastrosa dos comandados de Jürgen Klopp evitará a classificação para a próxima fase.

"Quando perdemos aqui (no Etihad) de 5 a 0 todos viram a qualidade do City, mesmo que tenhamos jogado com um jogador a menos", declarou Klopp, sobre o resultado do primeiro turno do Inglês, quando Sadio Mané levou vermelho ainda na etapa inicial após entrada no goleiro Ederson.

"A capacidade do time deles é evidente, pelas contratações, a preparação que fazem com Pep, o melhor técnico do mundo. Mas não há um time perfeito no mundo. Existem momentos, situações, e por terem sido mais consistentes por muito tempo eles serão campeões ingleses no fim da temporada", projetou o técnico alemão.

A principal dúvida de Klopp é a presença ou não na partida de volta de Mohamed Salah, atacante egípcio que anotou um dos tentos no primeiro duelo e protagonista do time, com 38 tentos em 43 atuações. Substituído por problema muscular no embate de ida, ele não participou do clássico de Liverpool no fim de semana – no Goodison Park, casa do Everton, os rivais não saíram do zero pela competição nacional.

"Não tenho 100% de certeza se ele jogará ou não. Ontem (domingo) ele trabalhou a parte física, e só saberei hoje (terça), após o treino e a condição dele após a atividade", explicou Klopp, que não terá o capitão Henderson, suspenso por excesso de cartões amarelos. O holandês Georginio Wijnaldum é o principal candidato para ocupar a posição.

"Vamos jogar contra o melhor time do mundo no momento. É uma tarefa árdua, mas uma grande oportunidade ao mesmo tempo", finalizou o treinador.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos