PSG gera inflação e "deveria desaparecer", diz presidente da Liga Espanhola

Do UOL, em São Paulo

  • Denis Doyle/Getty Images for Tag Heuer

O orçamento do PSG incomoda até a outros endinheirados do futebol. O presidente da Liga Espanhola, Javier Tebas, fez duras críticas ao clube francês que, em sua concepção, deveria "desaparecer".

"Deveria desaparecer da competição com os demais. Digo a vocês o que já disse ao L'Equipe [jornal francês] eles estão criando uma inflação artificial que provoca colapsos econômicos. Contratações como a de Neymar não se ajustam à lei de oferta e demanda", reclamou o dirigente à revista Actualidade Económica.

Por outro lado, ele tem um prognóstico positivo para os espanhóis: segundo Tebas, algum clube começará a investir ativamente na bolsa de valores em cerca de dois anos. "Isso ajudará a socializar os clubes e a conseguir capital", afirmou.

Vale lembrar que Javier Tebas já manifestou o desejo de ver Neymar de volta ao campeonato que administra. "Eu gostaria de ver o Neymar de volta à Espanha. O time não precisa ser o mesmo, mas nós precisamos ter os melhores e o Neymar é um deles", disse.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos