Tréllez aposta no São Paulo: "Temos time para levantar uma taça"

Bruno Grossi e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Marcello Zambrana/AGIF

    Tréllez tem dois gols em 11 partidas com a camisa do São Paulo

    Tréllez tem dois gols em 11 partidas com a camisa do São Paulo

O São Paulo via no Campeonato Paulista a chance de ouro para enterrar velhos fantasmas e tabus e voltar a levantar um troféu depois de seis anos. Apesar de mais uma frustração, a torcida novamente deu voto de confiança ao time por ver uma mudança de postura desde a chegada do técnico Diego Aguirre. Os jogadores, no entanto, não se iludem. Santiago Tréllez, por exemplo, confia que há potencial para ser campeão, mas lembra que é preciso mostrar isso rapidamente com resultados.

"O time está se entrosando cada vez mais, ainda tem coisa para melhorar, mas dá para disputar títulos. Colocamos objetivos e um deles é levantar uma taça das que vamos disputar esse ano. Temos time para isso. Tempo para trabalhar é que muito não temos muito. Precisamos mostrar resultado rápido, cada dia que passa temos de pegar para evoluir. Esse ano o São Paulo tem de ganhar alguma coisa, temos essa pressão e sabemos que não podemos fazer como nos últimos anos", projetou o centroavante.

Nos próximos dias, o Tricolor abrirá duas novas caminhadas para brigar por esse sonho de ser campeão. Na quinta, às 21h30, na Argentina, estreia na Copa Sul-Americana contra o Rosário Central. Na segunda-feira, às 20h, no Morumbi, é a vez de debutar no Campeonato Brasileiro, contra o Paraná. Sem tempo para relaxar, qualquer forma de preparação é valiosa para os são-paulinos. Tréllez é prova disso e já tentou passar aos companheiros as experiências vividas no estádio Gigante de Arroyito, do Rosário Central.

"Acho que aqui no time temos muitos jogadores que conhecem esse tipo de jogo (de competição sul-americana). Vai ser difícil, mas importante para a gente. É oportunidade para fazer história e abrir vantagem para conquistar o resultado definitivo em casa (a volta será em 9 de maio). Conheço o estádio, vai ter pressão, é lindo o apoio dos torcedores. Mas para quem joga aqui tem de estar acostumado. Não devemos colocar pressão extra por isso", relata o colombiano, que enfrentou o Rosário nos tempos de Arsenal de Sarandí, também da Argentina.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos