Veja quem não está bem no seu time e deve (ou pode) ser negociado

Do UOL, em Santos (SP)

  • Daniel Vorley/AGIF

    Kazim está cada vez com menos espaço no Corinthians

    Kazim está cada vez com menos espaço no Corinthians

Os campeonatos estaduais são bons testes para o técnico de cada time ter ideia de com quem pode contar para a sequência da temporada. Alguns jogadores podem ganhar de vez a confiança do treinador, enquanto outros fazem o caminho contrário, perdem espaço e viram favoritos a serem negociados. O UOL Esporte preparou uma lista com atletas que se encaixam nesta situação, seja ele já um negociável ou apenas sem espaço dentro do elenco. Confira:

ATLÉTICO-MG

Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro
Roger Bernardo (volante)
O pouco espaço que já tinha se reduziu a zero. Pela forte concorrência e pouco futebol, ainda não entrou em campo no ano.

Felipe Santana (zagueiro)
Teve a pré-temporada que queria, mas jogou só uma partida (estreia de Larghi) e sequer foi relacionado na maioria das outras.

Lucas Cândido (volante)
Aos 24 anos, voltou após três lesões gravíssimas no ligamento do joelho, mas ainda não foi testado e seu futebol é uma incógnita.

Hyuri (meia-atacante)
Seus dois únicos jogos foram com o time reserva e sob o comando de Oswaldo de Oliveira. Não mostrou nada positivo mesmo contra equipes bem mais fracas.

Carlos (atacante)
Voltou de empréstimo para ser o reserva de Ricardo Oliveira, mas entrou pouco até se machucar. Hoje vê seu posto de centroavante suplente ameaçado por Erik.

BOTAFOGO

ADALBERTO MARQUES/DIA ESPORTIVO/ESTADÃO CONTEÚDO
Dudu Cearense (volante)
Um dos mais experientes do grupo, tem tido poucas oportunidades desde o ano passado. Mesmo assim teve contrato renovado. Com a saída de Felipe Conceição e a chegada de Alberto Valentim, volante perdeu mais espaço.

Vini Tanque (atacante)
Foi envolvido na negociação com o Atlético-GO para a chegada de Luiz Fernando. O centroavante, no entanto, não teve bom desempenho em Goiás e foi devolvido para o Botafogo antes do fim do estadual.

Helton Leite (goleiro)
Terceiro goleiro no Botafogo, Helton foi emprestado ao São Caetano, onde fez boas partidas no Paulista. O jogador, porém, fraturou o pé direito e foi devolvido ao Botafogo, já que o contrato era de três meses. Quando estiver curado, deverá ser novamente negociado.

CORINTHIANS

Daniel Vorley/AGIF
Kazim (atacante)
Ficou de fora da Libertadores e, nos últimos dois meses, só atuou por 7 minutos. Com contrato até dezembro, será cedido pelo Corinthians caso encontre um clube interessado.

Lucca (atacante)
Entre os artilheiros do Brasil em 2017, conseguiu poucos minutos na volta ao Corinthians e não goza de muito prestígio com o treinador Fábio Carille. Com muitas opções no setor, o clube analisa uma renovação de contrato para empréstimo seguinte - o Atlético-PR tem interesse. 

CRUZEIRO

Jason Silva/AGIF
Rafael Marques (atacante)
Está fora dos planos de Mano Menezes. Não é à toa que segue no banco de reservas mesmo quando não há titulares à disposição.

Rafael Sóbis (atacante)
Participou de apenas três dos 16 jogos da equipe no Campeonato Mineiro como titular e foi colocado à disposição.

Lucas Silva (volante)
Emprestado ao clube até junho de 2018, não deve permanecer na Toca da Raposa II.

FLAMENGO

Gilvan de Souza/ Flamengo
Rômulo (volante)
Segue muito mal no clube e deve ser negociado. Jogou apenas cinco partidas na temporada, sendo três delas como titular. Continua sem convencer.

FLUMINENSE

LUCAS MERÇON/FLUMINENSE F.C.
Robinho (meia)
Foi indicação de Abel, mas perdeu espaço e não tem sido aproveitado. Ficou fora dos últimos três jogos do Flu no Carioca.

INTERNACIONAL

Ricardo Duarte/Inter
Camilo (meia)
Perdeu espaço até no time reserva do Inter e pode ser negociado. Fez apenas oito jogos na temporada, sendo só metade como titular.

Danilo Silva (zagueiro)
Ficou muito tempo afastado do time por lesão e volta no fim da fila na zaga.

PALMEIRAS

Daniel Vorley/AGIF
Hyoran (meia)
O meio-campista ainda não conseguiu desenvolver o seu futebol que fez o Palmeiras apostar na sua contratação da Chapecoense. Encostado, ele não recebeu nem chance na inscrição do Paulistão e pode ser negociado caso receba uma proposta.

SANTOS

Daniel Vorley/AGIF
Copete (atacante)
O seu último jogo ocorreu na derrota do Santos contra o São Bento, na Vila Belmiro. Vaiado pela torcida, o colombiano pediu para não atuar por algum tempo. Tanto jogador como diretoria querem uma negociação com outro clube. A diretoria santista aguarda propostas.

Leandro Donizete (volante)
Sem atuar, o volante será negociado. O problema é que o alto salário, R$ 300 mil mensais (somando ordenado e luvas), "espanta" o interesse dos clubes.

Rafael Longuine (meia)
Não jogou uma partida sequer em 2018. Santos aguarda propostas por ele.

Rodrigão (atacante)
Iniciou a temporada como o centroavante titular, marcou um golaço na estreia do time na temporada, diante do Linense, mas depois perdeu espaço com a ascensão de Eduardo Sasha e Rodrygo. Está próximo de assinar empréstimo para o Avaí até o fim deste ano.

SÃO PAULO

Ale Cabral/AGIF
Diego Souza (meia-atacante)
Chegou ao São Paulo com status de jogador de seleção brasileira. Aos poucos, o principal reforço do Tricolor para a temporada perdeu espaço no time e ficou marcado pela atuação abaixo do esperado na semifinal do Paulista, contra o Corinthians. Porém, ainda deve ter mais um tempo para buscar espaço no Morumbi.

VASCO

Paulo Fernandes/Vasco.com.br
Bruno Paulista (volante)
Contrato está terminando (encerra em junho de 2018) e não irá continuar no Vasco.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos