Vasco sonda Diego Souza após lobby da torcida e valores afastam negócio

Bruno Braz, Bruno Grossi e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, no Rio de Janeiro e em São Paulo

  • Nilton Fukuda/Estadão Conteúdo

    Diego Souza ficará no Brasil enquanto São Paulo disputa Sul-Americana na Argentina

    Diego Souza ficará no Brasil enquanto São Paulo disputa Sul-Americana na Argentina

Preterido no São Paulo, Diego Souza despertou a atenção do Vasco. Fora da relação dos jogadores do Tricolor que enfrentarão o Rosário Central, nesta quinta-feira, na Argentina, pela Copa Sul-Americana, o meia-atacante virou alvo de uma campanha da torcida cruzmaltina nas redes sociais e impulsionou uma sondagem da diretoria, mas os altos valores praticamente inviabilizaram a abertura de negociação. A informação foi dada pelo Globoesporte.com e confirmada pelo UOL Esporte.

O contato foi feito pelo vice-presidente de futebol vascaíno, Fred Lopes, que era vice de patrimônio na época em que Diego Souza defendeu o Cruzmaltino, entre 2011 e 2012, na gestão Roberto Dinamite. Ele viajou à capital paulista por motivos profissionais relacionados à sua empresa e aproveitou para realizar o contato. 

Com um salário acima do teto estipulado pelo Vasco, uma negociação só poderia ser aberta se fosse por empréstimo e com o Tricolor pagando a maior parte de seus vencimentos. O São Paulo, porém, sequer tem a intenção de negociá-lo no momento.

O Vasco tinha como esperança, além da vontade de boa parte da torcida, o carinho que o meia-atacante tem pelo clube. Campeão da Copa do Brasil de 2011 sendo um dos destaques da campanha, ele nunca negou à pessoas próximas sua vontade de um dia voltar a São Januário, algo que só não aconteceu pela inviabilidade financeira cruzmaltina. Ao Sportv, já admitiu ser vascaíno e torcedor do Sport.

André Ricardo/UOL
Diego Souza nos tempos de Vasco ao marcar um gol sobre o Flamengo

Pesa como um dificultador a mais, porém, uma ação do jogador na Justiça do Trabalho cobrando atrasados do período em que defendeu o Vasco. Naquela época, o Cruzmaltino vivia situação parecida com a de agora em relação a salários.

No São Paulo, Diego Souza atravessa um período complicado. Contratado junto ao Sport por R$ 10 milhões para substituir Lucas Pratto, negociado ao River Plate (ARG), ele disputou 16 partidas e fez três gols até aqui. O jogador, no entanto, ficou marcado pelo pênalti perdido contra o Corinthians que custou a eliminação do Tricolor nas semifinais do Campeonato Paulista. Na ocasião, o goleiro que defendeu sua cobrança foi novamente Cássio, o mesmo que foi seu vilão na Libertadores de 2012 ao espalmar seu chute num lance cara a cara em que muitos vascaínos lamentam até hoje.

Quando se transferiu para o Morumbi, Diego Souza tinha a intenção de atuar como centroavante de olho numa vaga na Copa do Mundo. Porém, em virtude de sua má fase no São Paulo, suas chances na seleção brasileira praticamente se dizimaram.

Treinando com o grupo que ficou no Brasil, o meia-atacante ainda não encerrou as esperanças da comissão técnica de Aguirre, que espera uma mudança de postura do jogador.  

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos