Com lendas do Barça em PE, Rivaldo relembra tragédia no início da carreira

Kleber Nunes

Colaboração para o UOL

  • Reprodução/UOL

Rivaldo é uma das principais atrações da partida em Pernambuco entre o Barcelona Legends e uma seleção local, neste sábado (14), às 19h (horário de Brasília). E, em seu retorno à terra natal, o melhor jogador do mundo em 1999 lembrou do começo difícil, marcado por uma tragédia pessoal envolvendo seu pai.

Ainda em busca do sonho de ser jogador de futebol, no fim da década de 1980, foi dispensado do juniores do clube amado por ele e por toda família e onde começou na escolinha da modalidade, o Santa Cruz.

"Disseram para eu ir estudar porque eu não sabia jogar bola. Meu pai era meu único torcedor, ele tinha certeza de que eu seria um grande jogador, então fiquei com vergonha e não contei para ele que tinha sido mandado embora do Santa Cruz", contou Rivaldo.

Romildo Vitor Gomes Ferreira, pai do meia-atacante, morreu atropelado por um ônibus em janeiro de 1989, seis meses depois da dispensa do filho do tricolor pernambucano. Em 2013, Rivaldo chegou a dizer à imprensa que o pai morreu por falta de atendimento em um hospital público do Recife.

"Fui para o Paulistano, time da minha cidade [Paulista] joguei contra o Santa Cruz, fiz gol, aí eles me chamaram para voltar ao clube e começaram a me ajudar", relembrou.

Duelo de lendas

Rivaldo é uma das estrelas que entrarão em campo na Arena de Pernambuco, no primeiro jogo do Barcelona no Brasil. "Estar aqui na minha terra é uma satisfação imensa", disse.

Além dele, estarão em campo ex-jogadores como Belletti, Edmilson, Frank de Boer, Dehú, Sorín e Saviola. O comandante será o ex-técnico Albert Férrer.

O evento faz parte do projeto Barcelona Legends, que reúne jogadores de diversas gerações e que fizeram história no clube espanhol, para realizar amistosos.

Ao todo, 18 ex-atletas do Barça vão enfrentar uma seleção formada por jogadores que defenderam clubes pernambucanos como Náutico, Santa Cruz e Sport.

"É um prazer poder rever amigos e jogar com eles. Será um belo espetáculo principalmente para as crianças que vão ver como é importante esse convívio com os parceiros", afirmou Sorín.

Para encarar os 90 minutos de partida, nesta sexta-feira (13), os times realizaram, sob chuva leve, um treino rápido de cerca de uma hora com bola.

"Pela idade dos jogadores vamos entrar com uma forma de jogar que canse menos. É importante também acertar nas substituições", declarou o técnico Albert Férrer.

Do lado do time pernambucano, que vai contar com jogadores como Grafite, Sandro, Carlinhos Bala e o ex-goleiro Bosco, além da expectativa de um bom jogo existe o desejo de que o projeto Barcelona Legend inspire os clubes brasileiros.

"A Europa está milhões de anos a nossa frente em termos de estrutura e também de valorização dos jogadores, não só os atuais. Aqui, por exemplo, você não vai num jogo de graça, tem que pagar. Nossos jogadores vão ganhar uma carteirinha de livre acesso à Arena, é uma forma de valorizá-los", disse o ex-zagueiro Sandro, ex-Sport, Santos e Botafogo.

A seleção pernambucana será conduzida pelo ex-técnico Nereu Pinheiro. Os ingressos para o jogo custam entre R $40 e R$ 250. Até a manhã desta sexta-feira (13), 15 mil haviam sido vendidos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos