Eliminação na Champions pode custar emprego de gerente do Barcelona

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação/FC Barcelona

A eliminação do Barcelona nas quartas de final da Liga dos Campeões pode custar o emprego do gerente de futebol. De acordo com o jornal "Marca", a diretoria do clube está incomodada com a atuação de Robert Fernández no processo de renovação do elenco.

Desde 2015 no clube, Fernández não conseguiu repor à altura as saídas de Puyol, Daniel Alves, Pedro e Xavi. Mas o movimento mais criticado no mercado de transferências foi a busca por um substituto para Neymar.

Quando o brasileiro foi para o PSG, Fernández apostou suas fichas em Dembélé, que estava no Borussia Dortmund. Até o momento, o francês ainda não justificou a aposta. Para piorar, o clube falhou nas tentativas de contratar Verratti, Coutinho e Di María.

A publicação destaca que gerou incômodo apenas dois dos reforços trazidos por Fernández terem jogado na eliminação para a Roma: Nelson Semedo e Umtiti. Somente nesta temporada, o Barcelona desembolsou 323,8 milhões de euros nas contratações de Deulofeu, Semedo, Mina, Paulinho e Dembélé.

Não é de hoje que o trabalho de Robert Fernández tem causado incômodo no Barcelona. O presidente Josep Maria Bartomeu havia deixado para o fim da temporada a decisão de dispensar o gerente quando Paulinho e Umtiti passaram a render acima do esperado. A queda de rendimento de ambos, contudo, recoloca Fernández próximo ao desemprego.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos