Pottker é testado como centroavante e vira arma contra seca no Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Inter

    Pottker é o artilheiro do Inter na temporada mesmo com mais de 40 dias lesionado

    Pottker é o artilheiro do Inter na temporada mesmo com mais de 40 dias lesionado

William Pottker foi testado em uma nova posição. Voltando de lesão, o jogador que habitualmente atuava aberto pela direita entrou como centroavante diante do Vitória na última quarta-feira. E o deslocamento para o centro pode ser a salvação para a seca de gols dos atacantes do Internacional.

Os números deixam clara a baixa efetividade dos atacantes do Inter. Dos 27 gols marcados pela equipe na temporada, apenas 11 foram marcados por homens de frente. Menos da metade.

Roger, atualmente titular do time, marcou dois, ambos no mesmo jogo, contra o Avenida, em 27 de janeiro. Leandro Damião está lesionado desde 21 fevereiro e marcou apenas uma vez no ano. Nico López, que atua ora no ataque, ora no meio-campo, marcou três. E William Pottker, mesmo afastado desde 15 de fevereiro por lesão, manteve-se como artilheiro do time com cinco gols, mesmo atuando sempre aberto pela direita, e não como centroavante.

A entrada de Pottker centralizado não durou o tempo todo. Quando Odair Hellmann colocou Brenner na vaga de Fabiano, puxou Edenílson para lateral, centralizou D'Alessandro, abriu Pottker e Brenner assumiu o comando de ataque. Mas nos minutos que a experiência durou, o ex-atleta da Ponte Preta quase fez um gol em uma infiltração pela direita de ataque.

"(Pottker como centroavante) É uma possibilidade. Já tinha isso em mente, ele te dá essa característica, muda o pivô para infiltração. É uma possibilidade que temos, quando necessário, possível, posso usar ele por dentro também. É uma opção a mais que temos com ele por dentro", disse o treinador do Inter.

Roger sai de campo vaiado

Egresso do Botafogo, Roger viu frustrada expectativa inicial sobre seu aproveitamento. Depois de marcar logo em sua terceira partida pelo Inter, e duas vezes, ameaçando a titularidade de Leandro Damião que não vivia boa fase, o jogador não balançou mais as redes rivais e completa nove partidas de jejum. São 504 minutos sem gol.

Contra o Vitória, ele foi substituído aos 11 minutos do segundo tempo e ouviu vaias da torcida.

"Quando o Damião não fazia os gols, gerava essas situações. O Roger é importantíssimo. Está tentando. O gol vai sair, vai acontecer. Ele faz parte de um grupo, é muito importante, vamos fazer um time forte contando com ele. É um lider e tenho certeza que vai continuar nos ajudando", elogiou o técnico vermelho.

O Internacional estreia no Brasileirão domingo, diante do Bahia, no Beira-Rio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos