"Febre" Salah atinge tradição do Ramadã e vira campeã de vendas no Egito

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Reprodução/Twitter

    Lanternas de Salah se tornaram "febre" no Egito durante o Ramadã

    Lanternas de Salah se tornaram "febre" no Egito durante o Ramadã

Um dos maiores destaques da temporada europeia, Mohamed Salah se tornou uma verdadeira "febre" no país natal, o Egito. Depois de receber milhares de votos na eleição presidencial, o meia-atacante do Liverpool agora virou campeão de vendas no Ramadã, tradicional período de jejum dos muçulmanos. Lanternas personalizadas com o rosto do jogador têm iluminado as ruas de Cairo.

De acordo com a mídia egípcia, a produção de lanternas, tradicionalmente usadas no Egito durante o Ramadã para iluminar as cidades, subiu com o sucesso cada vez maior do astro do Liverpool. O objeto com o rosto do jogador faz sucesso, especialmente, com as crianças e se tornou o foco de muitos produtores.

"Agora recebemos muitos pedidos, que nos ajudam a empregar jovens, já que o produto único exige pelo menos dez trabalhadores para ser finalizado. Para a nossa gráfica, Mohamed Salah se tornou uma fonte de renda e ajudou centenas e milhares de famílias que têm renda por causa de seus produtos temáticos", contou Hajj Yahia, dono de uma destas gráficas, ao site Egypt Independent.

Salah é visto no Egito como um dos representantes mais fortes do islã na atualidade. O sucesso em campo, como mostra a reportagem do site egípcio, serve para divulgar a religião na Inglaterra. Os torcedores do Liverpool, por exemplo, cantam a cada partida que "se for bom suficiente para você, também me tornarei muçulmano."

As lanternas se tornaram um símbolo do Ramadã egípcio há mil anos, quando a população local começou a iluminar a cidade com o objeto. Até hoje elas são utilizadas para personalizar os bairros durante o mês sagrado para os muçulmanos. Salah, portanto, está presente em várias ruas do país, mesmo morando em Liverpool.

Agora transformado em um objeto de luz, Salah vive uma temporada iluminada na Inglaterra. O camisa 11 do Liverpool, que defenderá o Egito na Copa do Mundo, anotou 39 gols em 2017-18, oito deles na Liga dos Campeões, competição na qual a equipe inglesa vai pegar a Roma por um lugar na decisão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos