Roger vê erros nos três setores e projeta ajustes em Palmeiras "instável"

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

  • Marcello Zambrana/AGIF

    Defesa, meio e ataque: Roger quer ajustar comportamentos do time do Palmeiras

    Defesa, meio e ataque: Roger quer ajustar comportamentos do time do Palmeiras

O técnico Roger Machado considera que o Palmeiras passa por um momento de instabilidade na temporada. Após grande campanha no Campeonato Paulista, o time perdeu nos pênaltis a final para o Corinthians, e três dias depois cedeu um empate em casa nos acréscimos para o Boca Juniors na Libertadores. Para corrigir os problemas, o treinador projeta fazer ajustes em todos os setores: defesa, meio e ataque.

Três atletas exemplificam os acertos que Roger quer fazer para retomar o desempenho da maior parte da temporada: Marcos Rocha, Lucas Lima e Borja. O treinador, que não gosta de individualizar erros e sempre fala da importância do contexto coletivo da equipe, não deve sacar jogadores no time titular, mas sim melhorar os comportamentos de quem já vem jogando para a estreia no Campeonato Brasileiro, na próxima segunda-feira (16), contra o Botafogo.

Defesa: mais atenção ao posicionamento

Miguel Schincariol/Getty Images

Marcos Rocha foi o líder de desarmes do Campeonato Paulista, mas sua postura agressiva na marcação, muitas vezes saindo da linha defensiva para dar combate mais à frente, tem causado problemas nos últimos jogos. Contra o Corinthians, por exemplo, ele errou na cobertura de Antônio Carlos e permitiu que Mateus Vital saísse livre para a linha de fundo após driblar o zagueiro. Já contra o Boca, ele tomou um lançamento nas costas e obrigou Antônio Carlos a sair para o bote; o zagueiro errou o tempo de bola e o time argentino empatou.

A ideia de Roger é ter uma linha defensiva mais sustentada, com posicionamento mais rígido do que vem acontecendo. O treinador não deve desestimular perseguições individuais, mas vai exigir que, após saírem de seu setor para dar combate, os defensores voltem rapidamente às suas posições originais. Tanto Rocha como Antônio Carlos devem ser mantidos na equipe após as falhas.

Meio-campo: fazer Lucas Lima voltar menos

MIGUEL SCHINCARIOL/AFP

No meio, o principal problema identificado por Roger vem sendo a movimentação de Lucas Lima. O meia, que vem de partidas apagadas, gosta de voltar até o campo de defesa, buscar a bola dos zagueiros e iniciar a construção de jogadas. Para o treinador palmeirense, porém, isso tem sobrecarregado os volantes, porque os obriga a subir para o ataque e dar opções de passe mais ofensivas, à frente da linha da bola.

Lucas Lima começou o ano jogando em uma função diferente, mais recuado em um 4-1-4-1. Agora, Roger quer que ele se comporte como um camisa 10 típico no 4-2-3-1, buscando o espaço às costas dos volantes e voltando menos para buscar jogo atrás. Assim, o técnico pretende fazer Lucas receber a bola mais à frente e tirar dos volantes a obrigação de sempre fazer essa ultrapassagem para manter o equilíbrio do time.

Ataque: manter Borja dentro da área

NELSON ALMEIDA/AFP

No ataque, Roger quer que o time use mais o que Borja tem de melhor: o arranque em direção ao gol para receber bolas em profundidade, e a capacidade de finalização. A intenção, portanto, é fazer o colombiano sair da área o mínimo possível. O camisa 9, para Roger, tem de funcionar mais como uma referência para prender os zagueiros, movimentando-se na frente, e participar menos da construção.

Na parte defensiva, porém, a cobrança é sempre para que Borja seja ativo na partida, pressionando os zagueiros rivais e se esforçando para cortar linhas de passe. O centroavante tem correspondido bem e agradado à comissão técnica, apesar de ocasionalmente "desligar" e causar broncas de Roger à beira do gramado. Artilheiro do time na temporada, o colombiano também não parece com a titularidade em risco no momento.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos