Cavani vira trunfo do PSG no mercado e time já busca camisa 9 móvel

João Henrique Marques

Do UOL, em São Paulo

  • AFP

Edinson Cavani está em baixa no Paris Saint-Germain. A saída ao fim da temporada é trabalhada pela diretoria como um trunfo de mercado. Nele, a busca é por um centroavante de maior mobilidade para remodelar o perfil técnico do time. A Juventus já apareceu como interessada, mas o que dificulta a ação de venda é o alto salário do uruguaio. O segundo maior do elenco, somente atrás do ordenado de Neymar.

No PSG, a análise é de que Cavani está desgastado. O uruguaio disputa a quinta temporada pelo clube e passou recentemente ao posto de maior artilheiro da história – tem 168 gols no total. No entanto, as performances em jogos decisivos nesta temporada foram consideradas ruins.

Nos jogos contra o Real Madrid – derrotas por 3 a 1 e 2 a 1 -, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões, Cavani pouco pegou na bola. No duelo de ida contra o Real Madrid, no Santiago Bernabéu, Cavani não recebeu nenhum passe dos atacantes Neymar e Mbappé. A situação criou um ar de perseguição ao camisa 9. O problema foi que na partida da volta, o mesmo ocorreu, e Di Maria e Mbappé não deram passes para o uruguaio.

O discurso da diretoria do PSG é de que Cavani é um dos melhores centroavantes do mundo. E ele ajuda na busca por uma proposta superior a 60 milhões de euros (cerca de R$ 250 milhões).

A venda de Cavani ao fim da temporada ainda é vista como apropriada por conta do contrato do jogador. Aos 31 anos, e com vínculo até junho de 2020, a análise é de que a próxima janela internacional de transferências, entre julho e agosto, será a última em que o uruguaio terá grande poder no mercado.

Mais mobilidade

O PSG versão 2018-2019 está sendo planejado pela diretoria com esse foco. Nele, a figura de Cavani seria reposta por um centroavante com características de troca de passes.

A referência do PSG é Robert Lewandowski, atacante de 29 anos do Bayern de Munique. Goleador, e adaptado ao jogo de troca de passes do clube alemão, ele é o sonho de mercado. No entanto, a negociação é vista como improvável.

A alternativa considerada viável, mas não prioritária, é a consolidação de Kylian Mbappé como camisa 9 do time. O francês teve sucesso com o Monaco na posição, e, basicamente, atuou improvisado pelo direito do ataque na primeira temporada com o PSG.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos