Everton fala em novo ciclo e destaca importância de Raí para fechar com SP

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Marcello Zambrana/AGIF

    Everton vai vestir a camisa 18 do São Paulo

    Everton vai vestir a camisa 18 do São Paulo

O São Paulo apresentou nesta quarta-feira (18), no CT da Barra Funda, o seu nono reforço para a temporada. O meia atacante Everton assinou contrato de três temporadas com o Tricolor, que desembolsou R$ 15 milhões para pagar a multa rescisória ao Flamengo. Para o jogador trocar o Rio de Janeiro pela capital paulista, pesou a influência do diretor executivo do São Paulo e ex-jogador, Raí. 

"Tive uma conversa com o Raí e com o Ricardo Rocha [coordenador de futebol tricolor], que são craques. Eles me só passaram coisas boas do São Paulo, que tem um grupo forte, unido, experiente, e um grande treinador. Tenho certeza que vou me encaixar", disse Everton, que vê a mudança de time como uma nova fase na carreira.

"Os dois clubes são gigantes. Tinha conversado com a diretoria e o que motivou foi que meu ciclo no Flamengo estava acabando e a proposta do São Paulo foi boa. É um time que também vai buscar títulos, assim como o Flamengo. Estou tranquilo. Foi uma escolha muito pensada", completou o Everton. 

Caso o jogador tenha o seu nome inscrito no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF ainda nesta quarta, ele poderia ser relacionado para o jogo desta quinta, contra o Atlético-PR, pela Copa do Brasil. Porém, o clube não tem esperança de resolver as questões burocráticas até o fim do dia.

"Não foi uma troca de um clube para outro, mas o início de um novo ciclo. Ele chega em um momento onde o São Paulo também inicia um novo ciclo. Por problemas burocráticos, ele não joga [contra o Atlético-PR]", afirmou o diretor Raí.

Revelado no Paraná Clube pelo ex-goleiro Zetti, em 2007, o jogador se destacou nas últimas quatro temporadas no Flamengo, sendo que esta era a sua segunda passagem pelo Rubro-negro. No total, ele disputou 255 partidas e marcou 37 gols pelo clube carioca, que possuía 50% de seus direitos econômicos. O restante era dividido por Macaé e pelo empresário Carlos Leite. O alto investimento feito pelo São Paulo para contratá-lo não deixa Everton intimidado.

"Estou preparadíssimo, estive no Flamengo há quatro anos e você sabe a pressão que é jogar lá. Estou muito preparado, em uma idade boa, com uma família boa, e agora é só jogar futebol", disse o meia atacante de 29 anos.

Além de Everton, o São Paulo já contratou Anderson Martins, Nenê, Valdivia, Jean, Diego Souza, Tréllez, Régis e Gonzalo Carneiro. Nesta temporada, o clube já gastou R$ 45 milhões em reforços. Por outro lado, o Tricolor já arrecadou R$ 46 milhões com as vendas dos argentinos Lucas Pratto e Julio Buffarini para o River Plate e Boca Juniors, respectivamente.

"Estamos apresentando um jogador de indiscutíveis qualidades. Sabemos que essas qualidades não se limitam só ao campo, mas ao caráter pessoal, de tal forma que confirma o projeto do São Paulo de superar dificuldades através da qualificação de sua equipe de futebol. O São Paulo luta há algum tempo para retornar para sua condição de instituição séria e vitoriosa. Chegamos a este momento de início de Campeonato Brasileiro consolidados pelo seu elenco e direção. Um plantel verdadeiramente qualificado para representar a nossa instituição e o clube", disse o presidente Leco.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos