Klopp recusa carreira longa como técnico: 'não quero morrer no banco'

Do UOL, em São Paulo

  • Andrew Yates/Reuters

Jurgen Klopp é um dos técnicos da nova geração mais valorizados na Europa. Responsável por montar o eficiente time do Liverpool nesta temporada, o alemão de 50 anos acredita que não fará longa carreira como treinador de futebol.

Klopp planeja ano sabático após 2022, quando vence seu contrato com o time inglês. O treinador ressalta a pressão que um comandante enfrenta diariamente e diz que irá descansar por um bom tempo quando deixar o Liverpool.

"É possível que termine minha carreira antes do que costumam fazer os treinadores. É muito intenso e não quero morrer no banco. Depois do meu contrato com o Liverpool ficarei um ano de férias porque assim combinei com minha família", destacou.

"Eu não trabalharei como treinador na idade do Heynckes [que comanda o Bayern de Munique e tem 72 anos], por exemplo. Admiro o que ele faz, mas não quero isso para mim", complementou.

Ex-jogador, Klopp migrou imediatamente do campo para a função de treinador, em 2001. O seu primeiro trabalho como técnico foi no Mainz 05 (2001 a 2008). Klopp conciliou a carreira de técnico com a de comentarista esportivo, exercendo a função na TV de 2005 a 2008.

Convidado para trabalhar no Borussia, ele se destacou, ganhando cinco títulos com o time de Dortmund. Em 2015, Klopp se transferiu para o Liverpool. O time inglês é um dos semifinalistas da Liga dos Campeões.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos