Conheça o game que virou febre entre boleiros e inspira comemorações

Arthur Sandes

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação/Epic Games

Você talvez nunca tenha ouvido falar em "Fortnite", mas este game de tiro tem feito enorme sucesso entre estrelas do esporte e já arrebatou mais de 150 milhões de pessoas — isso mesmo, quase 2% da população mundial. Nesta conta estão Neymar e Marquinhos, do PSG, Antoine Griezmann, do Atlético de Madri, e uma série de outros boleiros.

Fortnite foi lançado em julho do ano passado pela Epic Games, mas só neste ano virou o sucesso que é. Em síntese, os jogadores batalham entre si em uma ilha e usam cada elemento ao redor para encontrar materiais e construir abrigos. O jogo combina dois modelos muito bem recebidos pelo público, construção e tiro em terceira pessoa, o que parece ser seu maior segredo para o sucesso meteórico.

A sensação passou das telas para as redes sociais, e daí para os campos de futebol. No último dia 8, ao marcar um gol no clássico entre Real e Atlético de Madri, Griezmann imitou uma das dancinhas que são marca registrada dos personagens do game (confira abaixo). Em Fortnite, vez ou outra os jogadores interrompem a troca de tiros para sacudir o esqueleto virtual. Os diferentes passos de dança, é claro, também viralizaram.

Nesta semana o zagueiro Marquinhos, do Paris Saint-Germain e da seleção brasileira, publicou vídeo em que dançava a "backpack kid dance". O movimento tornou-se popular em um programa de TV norte-americano e foi absorvido por Fortnite, que a propósito é cheio de referências pop deste tipo. Segundo a esposa de Marquinhos, Carol Cabrino, o vício do jogador no game é culpa de outro craque. "Neymar, me explica porque você mostrou esse jogo para o meu marido?", brincou no mês passado.

A lista de dancinhas de Fortnite no esporte não está limitada ao futebol. Há pouco tempo a NBA testemunhou o ala-armador Josh Hart, dos Lakers, ensaiar alguns passos em quadra — e não durante uma partida qualquer, mas contra os Clippers, no clássico de Los Angeles. Jogador do Pittsburgh Steelers, equipe da NFL, o wide-receiver JuJu Smith-Schuster é outro fã do jogo. A MLB também tem seus entusiastas do game, entre os quais se destaca o elenco do atual campeão Houston Astros (veja abaixo).

Só para ter uma ideia do tamanho do fenômeno, recentemente o basquete universitário dos EUA viveu uma de suas maiores surpresas quando a favoritaça Universidade de Virgínia foi atropelada por Maryland-Baltimore County. Questionado sobre o sentimento após a vitória, um dos destaques do time vencedor foi sucinto. "É como sua primeira vitória no Fortnite, sinceramente", disse Nolan Gerrity.

Além dos boleiros, personalidades de peso também são viciadas no jogo de tiro. É o caso do rapper canadense Drake, que recentemente transmitiu para mais de 600 mil pessoas pelo Twitch, plataforma de streaming especializada em games.

Fortnite não faz sucesso com os famosos por acaso. Segundo dados levantados pela empresa Sensor Tower, que é especializada em análise de mercado, a versão para iOS faturou mais de 25 milhões de dólares (R$ 85 milhões) desde o lançamento há um mês. Atualmente o jogo está disponível para PC, PlayStation 4, Xbox One e iOS. O modo "Battle Royalle" é gratuito, e a versão Android deve ser lançada nos próximos meses.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos