Na Série D, repórter reclama de árbitro e acaba expulso de campo

Emanuel Colombari

Do UOL, em São Paulo

O Itumbiara recebeu o Macaé neste domingo, em jogo pela primeira rodada da Série D do Campeonato Brasileiro, e empatou em 2 a 2. No entanto, a partida acabou sendo marcada por uma inusitada expulsão: a de um repórter.

Aconteceu aos 24 min do primeiro tempo, quando o placar no Estádio Juscelino Kubitschek marcava 0 a 0. Naquele momento, Danielzinho abriu o placar para o time goiano, mas o árbitro gaúcho Eleno Gonzalez Todeschini assinalou falta em Luís Cetin, goleiro do Macaé, e invalidou o lance.

Imediatamente, Gesmar Ricardo, repórter de campo da Rádio Paranaíba, criticou no ar a marcação. Todeschini não gostou e expulsou o jornalista. O lance acabou relatado na súmula.

"Aos 24 minutos do primeiro tempo de jogo, após marcação de uma falta sobre o goleiro da equipe Macaé Esporte Futebol Clube, o senhor Gesmar Ricardo de Sousa (...), radialista/repórter da Rádio Paranaíba (92,3 FM e 910 AM da cidade local), que estava postado atrás desta meta, começou a gesticular com os braços e dizer as seguintes palavras: 'Este filho da p... deste goleiro está fazendo cera! Tu não vai mandar ele levantar, fraco!'. Desta forma, pedi para que o mesmo se retirasse das imediações do campo de jogo", diz o árbitro no documento do jogo.

Reprodução

Procurado pela reportagem do UOL Esporte, Gesmar admite que xingou mesmo o árbitro da partida, mas apenas após ser expulso. No ar, segundo ele, apenas questionou a anulação do gol do Itumbiara.

"Rolou um xingamento mesmo. Eu comentei o lance, uma falta no goleiro, e disse que foi só ele que deu. Comentei com o narrador: 'Para mim, ele está muito fraco'. Ele ouviu, não gostou e me expulsou. Eu desliguei o microfone e perguntei o porquê. Ele disse que foi xingado", disse o jornalista por telefone.

Ao ser expulso pelo comentário, Gesmar saiu de campo esbravejando. "Eu não tumultuei. Só o que houve foi o xingamento (depois da expulsão) mesmo. Todo mundo no estádio vaiando ele", completou o jornalista, que acompanhou o restante do jogo das arquibancadas. Após o fim do jogo, voltou ao gramado para terminar seus trabalhos.

Gesmar Ricardo ainda afirmou que, embora não fizesse reportagem de campo há bastante tempo, nunca havia enfrentado problemas com árbitros. "E olha que eu já trabalhei, viu?", brinca ele, que assegura não ter recebido qualquer advertência de sua rádio após a expulsão.

No fim, a partida terminou empatada em 2 a 2. Xandão abriu o placar para os donos da casa aos 27 min do primeiro tempo, enquanto Círio empatou para os macaenses aos 35 min. No segundo tempo, Bruno Aquino fez 2 a 1 para o Itumbiara aos 32 min, mas Luís Felipe voltou a empatar aos 45 min – o próprio Eleno Gonzalez Todeschini chegou a anular o gol, mas o assistente Tiago Diel validou o lance.

Os dois times voltam a entrar em campo no próximo domingo (29), em jogos pela segunda rodada da Série A12. Enquanto o Macaé recebe o Espírito Santo, o Itumbiara visita a URT. Os dois jogos começam às 16h (horário de Brasília).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos