"A decisão foi minha", diz Paulinho em despedida do Vasco para o Bayer

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Bruno Braz/UOL

Acompanhado de sua família e ao lado do presidente do Vasco, Alexandre Campello, Paulinho concedeu uma entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira em São Januário onde oficialmente anunciou sua transferência do Vasco para o Bayer Leverkusen (ALE).

Com sua maturidade característica apesar dos 17 anos, o atacante frisou que a decisão da negociação partiu dele:

"A decisão foi minha. Nesse momento que o clube passa também há essa necessidade da parte financeira e, pessoalmente, foi bom para mim. Nunca escondi essa minha vontade de jogar na Europa. Vou procurar me desenvolver para, dentro desse projeto, ter uma boa carreira e chegar onde quero".

Campello confirmou que o valor do negócio foi de 20 milhões de euros (cerca de R$ 85 milhões) e que o Vasco terá direito a 10% em uma futura venda do atleta pelos alemães além do mecanismo de solidariedade da Fifa de 2,5%. O Leverkusen estipulou sua multa rescisória em 80 milhões de euros (cerca de R$ 336 milhões).

"A dificuldade nos obriga a fazer esse tipo de negócio. Tínhamos duas opções: perder um atleta que é um ativo do clube e que poderia se desenvolver mais ou arcar com possíveis prejuízos por falta de salários, falta de certidões... Óbvio que se mantivéssemos o Paulinho ele se valorizaria, mas ele teve uma lesão grave, previsão de quatro meses de recuperação e, possivelmente, perderíamos esta janela de transferência", alegou Campello, que disse que precisaria vender mais um Paulinho para equilibrar as contas.

O jovem atacante lembrou do histórico de hospitalidade do Leverkusen com brasileiros e falou sobre seu amor pelo Vasco, onde chegou com 10 anos.

"Cheguei ao Vasco com 10 anos, muito novo, não tinha muita noção de como era ser jogador. Fui trabalhando isso por etapas. O Vasco foi um clube que sempre ajudou bastante, é a minha segunda casa, sempre foi. Pelo amor que tenho pelo Vasco, isso tudo mexeu muito com minha cabeça, mas foi tudo pensado, planejado e eu procuro ajudar o clube. Com meu desenvolvimento, financeiramente vou continuar ajudando o Vasco. Espero que isso aconteça em breve", disse.

Paulinho ficará no Vasco até completar 18 anos, em julho. Como seu processo de recuperação da fratura no cotovelo esquerdo é longo, ele não atuará mais com a camisa cruzmaltina.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos