Com apoio dos grandes, Rubens Lopes é reeleito na Federação do Rio

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação/Ferj

Em eleição realizada nesta sexta-feira (27) na sede da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), o presidente Rubens Lopes foi reeleito presidente da entidade. Apesar de muitas reclamações recentes, o mandatário se reaproximou dos clubes grandes e garante mandato até 2023.

Da elite do Campeonato Carioca, Rubens Lopes teve votos de dez clubes, incluindo Botafogo, Fluminense e Vasco da Gama. O Flamengo se absteve, ainda que a chapa da oposição tenha sido articulada por cartolas antigos do clube, como Capitão Léo e o ex-presidente Edmundo Santos Silva.

O posicionamento do time rubro-negro foi o mesmo na eleição na CBF que elegeu Rogério Caboclo há duas semanas. Já o trio de grandes que apoiou Rubens Lopes manifestou aprovação a sua gestão e exaltou a relação próxima com os presidentes. De modo geral, houve aproximação da administração com os clubes.

A eleição teve duas chapas da situação. Com 95 votos, Rubinho venceu o diretor de tecnologia da informação da Ferj, Márcio Duba, que teve apenas 12. Márcio é filho de Elias Duba, aliado histórico do presidente da Ferj. Levando em consideração o peso de cada voto, a diferença é ainda maior: 263 pontos pela reeleição contra 39 da chapa adversária.

A situação, liderada pelo advogado Rogério Manso, chegou a lançar uma pré-candidatura, mas não protocolou o registro. Ele ainda tentou impugnar a eleição nesta semana, sem sucesso.

Rubens Lopes comemorou o resultado. "Temos um futuro de diálogo e conversa. Agradeço aos desportistas e dirigentes. Nessa vitória só existe uma cor, a do futebol do Estado do Rio", discursou o presidente da Ferj, que se disse "aberto a qualquer proposta" em seu novo mandato.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos