Organizada invade treino do Vasco e segurança usa arma para conter torcida

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

Cerca de 50 membros de organizada invadiram o treino do Vasco na manhã desta sexta-feira em São Januário. O acesso aconteceu pela megaloja do estádio e, por conta da quantidade de pessoas, os funcionários não conseguiram segurá-los. No momento da invasão, um segurança do clube sacou uma pistola para tentar contê-los. O grupo se reuniu com os jogadores no centro do gramado e cobrou postura e garra da equipe. O técnico Zé Ricardo foi um dos que mais dialogou.

Reprodução
Segurança armado tenta conter organizada

O UOL Esporte teve a informação de que um dos atletas rebateu a cobrança lembrando das dificuldades que enfrentam no clube desde o ano passado.

"Nós colocamos o Vasco na Libertadores mesmo com três meses de salários atrasados", argumentou o jogador.

No momento da invasão, alguns jogadores correram para o vestiário com medo de serem agredidos.

Os torcedores presentes no campo também xingaram o presidente do clube, Alexandre Campello, que não se encontrava no momento por estar em sua clínica particular. Ele é ortopedista. Gritos de "queremos jogador" também foram entoados.

Após a invasão de torcedores, a megaloja foi fechada. A Polícia Militar chegou somente após o episódio e a organizada já está do lado de fora de São Januário onde segue com os protestos. O treino recomeçou após o episódio.

Na tentativa de conter os ânimos após a invasão, a diretoria cruz-maltina autorizou a entrada de dois torcedores de organizada para conversar com elenco e diretores.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos