Diniz defende sistema após derrota e até Roger brinca: "Não teria coragem"

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

  • Reprodução/TVCAP

    Fernando Diniz defendeu o modelo de jogo do Atlético diante do Palmeiras

    Fernando Diniz defendeu o modelo de jogo do Atlético diante do Palmeiras

Após 11 jogos no comando do Atlético Paranaense, o técnico Fernando Diniz foi cobrado pela derrota por 3 a 1 em casa para o Palmeiras. Em entrevista coletiva, o treinador procurou se justificar pela atuação do time, na primeira derrota dele como treinador no clube. Com falhas na saída de bola e pouca criação no ataque, o Furacão acabou envolvido pelo Verdão e amargou a derrota.

Questionado sobre o modelo de jogo e a ideia que vem sendo debatida há algum tempo no Brasil, Diniz respondeu: "A exposição da equipe acende o alerta nos adversários e a gente tem que melhorar. Acabou despertando atenção, as pessoas de maneira geral têm gostado, mas a equipe precisa pontuar, ganhar jogos. O time não deixou de ganhar porque jogou assim."

O técnico também entendeu que o Atlético não jogou mal. "Não concordo que a equipe fez uma partida ruim. No primeiro tempo a gente jogou melhor que o Palmeiras. A gente teve umas três ou quatro chances, chute de fora da área do Zé Ivaldo. E depois a gente acabou tomando o segundo gol. Com 2 a 0 contra você precisa se expor mais", disse, para depois ponderar: "Não jogamos contra um adversário qualquer. No primeiro tempo, o placar mais justo era terminar 1 a 0 para o Atlético, não para o Palmeiras. Uma coisa que a equipe teve foi coragem para jogar. A equipe não deixou de lutar em nenhum momento. Nisso a equipe está de parabéns."

Para Diniz, há apenas um jeito de se manter vitorioso com o estilo que ele vem adotando para a equipe: "Os times contra nós vem pra jogar muito mais na marcação, mesmo o Palmeiras, com o elenco que tem. "É você jogar no limite da perfeição para você ter mais sucesso."

Roger Machado brinca com estilo do colega

Também em entrevista coletiva, o técnico do Palmeiras, Roger Machado, foi questionado sobre o que ele acha do modelo de jogo atleticano. Roger elogiou, mas disse que não adotaria o mesmo trabalho em seu clube: "Eu acho bonito. Mas não tenho a mesma coragem do Fernando", brincou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos