Griezmann decide, e Atlético de Madri conquista a Liga Europa pela 3ª vez

Do UOL, em São Paulo (SP)

O Atlético de Madri curou a frustração pela pífia participação na Liga dos Campeões da Europa com uma taça. Na noite desta quarta-feira, a equipe de Diego Simeone, que acompanhou de camarote o jogo, derrotou o Olympique de Marselha por 3 a 0, em Lyon, e conquistou pela terceira vez a Liga Europa. O francês Antoine Griezmann assumiu o papel de protagonista ao anotar os dois gols da decisão disputada em solo francês; Gabi fechou o triunfo aos 43min da etapa final.

Acostumado a figurar nas principais fases da Champions, o Atleti precisou se contentar com a Liga Europa e transformou a segunda competição em objetivo para esta reta final de temporada. Tanto que Diego Simeone, que, suspenso, ficou fora do banco de reservas na decisão, utilizou titulares durante todo o torneio para alcançar o título. O treinador argentino, assim, conquista pela segunda vez este troféu.

Apesar da vitória tranquila, o Atlético de Madri sofreu no início da partida e viu o Olympique de Marselha pressionar. No entanto, aos 20min, um erro do volante Anguissa permitiu a Griezmann abrir o placar. O francês ampliou aos 4min da segunda etapa, finalizando com extrema categoria, e praticamente definiu o confronto mais cedo do que o esperado.

A decisão europeia não encerra a temporada dos dois clubes, que se despedem de 2017/2018 neste fim de semana. No sábado, o Olympique de Marselha recebe Amiens, em casa, na última tentativa de assegurar vaga na próxima Liga dos Campeões – a equipe precisa vencer e torcer por um tropeço do Lyon contra o Nice.

O Atlético de Madri, por outro lado, também se encontra em situação confortável na Espanha. Basta um empate no domingo contra o Eibar, no Wanda Metropolitano, para a equipe de Diego Simeone terminar com o vice-campeonato, em vantagem sobre o arquirrival Real Madrid.

Quem foi bem: Griezmann

Quando o Olympique dominava, ele não desperdiçou um erro adversário. Mal o time francês voltou para o segundo tempo, e ele definiu o jogo. Griezmann terminou a Liga Europa como o principal personagem da conquista. Decisivo com os dois gols na final e seis na competição inteira.

Quem foi mal: Anguissa

Talvez no grande jogo da carreira, o camaronês Anguissa falhou. O jovem de 22 anos errou o domínio na frente da área, quando o Olympique dominava, e permitiu ao Atlético de Madri a chance clara para abrir o placar. Griezmann não desperdiçou, os espanhóis assumiram o controle do jogo e os franceses em nenhum momento obtiveram força para reagir.

Dança, Griezmann

REUTERS/Peter Cziborra
Dança, Griezmann: francês fez dois gols e teve papel decisivo na Liga Europa

Já virou rotina. Sempre que Griezmann  balança as redes, vem a dancinha. Não foi diferente na final da Liga Europa. Nas duas vezes em que vazou o gol de Mandanda, o francês fez um movimento famoso do jogo Fortnite, game com mais de 150 milhões de praticantes no mundo e febre entre os boleiros. Marquinhos, zagueiro brasileiro do PSG, é outro fã.

Simeone vê final das cadeiras

Assim como na semifinal contra o Arsenal, Diego Simeone apenas prestigiou de um camarote a decisão da Liga Europa. Suspenso em quatro jogos pela Uefa por reclamar da arbitragem contra os ingleses, o treinador argentino não pôde dar instruções aos atletas durante os 90min de jogo e no intervalo. O intenso comandante do Atleti se comportou como um torcedor nesta quarta.

Saída inusitada e pressão inicial

O Olympique começou o decisivo duelo de maneira inusitada. O time francês chutou longe para a lateral a saída de bola e avançou a marcação para pressionar o Atlético de Madri. Não deu certo em um primeiro momento, mas o desempenho inicial agradou. Os franceses controlaram o jogo e perderam uma chance incrível: Germain recebeu passe preciso de Payet e chutou sobre o gol de Oblak – o desperdício logo nos primeiros minutos custou caro.

Preocupação para a França?

REUTERS
Payet chora ao sentir lesão e ser substituído. Preocupação para a França

Principal jogador criativo do Olympique, Payet se apresentava como candidato a destaque da final. No entanto, problemas físicos voltaram a atrapalhar o meia francês. O jogador da seleção sentiu uma lesão ainda no primeiro tempo e saiu chorando do gramado, substituído. Preocupação para a equipe na final e (ainda mais) para a França, que deve divulgar nos próximos dias a pré-lista da Copa do Mundo.

Capitão fecha a festa

O Olympique se lançou totalmente para o ataque a partir da metade do segundo tempo e se expôs. Com tranquilidade, o Atlético de Madri trabalhou para anotar o terceiro gol e definir o resultado em Lyon. Diego Costa tocou para Koke, que deu brilhante assistência para o capitão Gabi fechar a festa. Título com vitória confortável para Diego Simeone e companhia.

FICHA TÉCNICA
OLYMPIQUE DE MARSELHA 0 x 3 ATLÉTICO DE MADRI

Competição: Liga Europa (final)
Local: Parc Olympique Lyonnais, em Lyon (França)
Data: 16 de maio de 2018 (quarta-feira)
Horário: 15h45 (de Brasília)
Árbitro: Bjorn Kuipers (Holanda)
Assistentes: Sander van Roekel e Erwin Zeinstra (ambos da Holanda)
Cartões Amarelos: Amavi, Luiz Gustavo, N'Jie (Olympique de Marselha); Lucas Hernández (Atlético de Madri)

Gols:
ATLÉTICO DE MADRI: Griezmann, aos 20min do 1º tempo e aos 4min do 2º tempo; Gabi, aos 43min do 2º tempo

OLYMPIQUE DE MARSELHA: Mandanda; Sarr, Rami, Luiz Gustavo e Amavi; Anguissa e Sanson; Thauvin, Payet (Lopez) e Ocampos (N'Jie); Germain (Mitroglou).
Técnico: Rudi Garcia.

ATLÉTICO DE MADRI: Oblak; Vrsaljko (Juanfran), Giménez, Godín e Lucas Hernández; Ángel Correa (Thomas), Gabi, Saúl e Koke; Griezmann (Fernando Torres) e Diego Costa.
Técnico: Diego Simeone.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos