Meninas do Complexo da Penha vencem a Copa do Mundo de Crianças de Rua

Do UOL, em São Paulo

Anualmente, a ONG britânica Street Child United promove a Copa do Mundo de Crianças de Rua. O objetivo é usar o esporte na mudança da percepção negativa e do tratamento dado a jovens em situação de abandono no planeta. Nesta quarta-feira (16), o Brasil se sagrou campeão da chave feminina da edição de 2018 ao vencer, na final, a Tanzânia por 1 a 0.

A seleção foi representada por meninas do Complexo da Penha, no Rio de Janeiro. Elas fazem parte de abrigo criado no Morro do Caracol após a Copa do Mundo de 2014. São cerca de 300 crianças assistidas pela entidade.

Além de estruturas esportivas, a parceria entre a ONG e a GM Chevrolet promove eventos. Entre eles, está a visita do ex-jogador do Manchester United Quinton Fortune. Outros embaixadores da iniciativa são o ex-técnico Alex Ferguson e o pentacampeão Gilberto Silva.

Na decisão, na Sapsan Arena, em Moscou, as meninas venceram com um gol de cabeça de Taísa, a camisa 9 da Seleção, aos 14 minutos do primeiro tempo. Como a partida acontece em dois tempos de 15 minutos, foi no giro final do relógio da etapa inicial.

"Eu estava muito nervosa, mas estou muito feliz de estar comemorando com meus amigos. Com essa vitória, podemos ter mais oportunidades de participar de outro campeonato e talvez alguém possa nos ver e perceber que somos uma grande equipe", disse Taísa.

Os jogos acontecem em campo reduzido e são disputados por times de sete atletas. Além da atacante, a goleira Ana Clara foi determinante na conquista ao salvar um gol no último minuto. Na campanha, o Brasil ganhou todas as partidas: 8 a 0 sobre os Estados Unidos, 4 a 0 sobre a Rússia e 1 a 0 sobre as Filipinas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos