Maradona mostra apoio a Lula nas redes sociais: "Não fez nada de errado"

Do UOL, em São Paulo

  • Facebook/Diego Maradona

Diego Armando Maradona usou as redes sociais nesta segunda-feira (21) para falar sobre suas opiniões políticas. Pouco depois de parabenizar Nicolás Maduro pela reeleição à presidência da Venezuela, o ex-jogador argentino enviou sua mensagem de apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

"Também quero enviar meu apoio a Lula da Silva. Enquanto todos nós temos nossas coisas, está provado que Lula não fez nada de errado. E para aqueles que se chamam de democráticos e me criticam por pensar de maneira diferente, digo a eles que, se querem voltar à era dos desaparecidos, como hoje fazem Lula 'desaparecer', estão muito enganados. Estou aberto ao debate, não à desqualificação. Eu escolho a democracia. Um grande abraço ao meu amigo Lula", escreveu Maradona em seu Instagram.

Essa não é a primeira vez que o argentino mostrou apoio ao ex-presidente brasileiro. Em 5 de abril, mesmo dia em que o juiz Sérgio Moro fez um pedido de prisão a Lula, Maradona se manifestou de forma contrária ao magistrado e chamou Michel Temer de "traidor".

"É uma loucura. O povo brasileiro não pode apoiar que uma pessoa honesta como Lula da Silva seja visto como corrupto número 1, enquanto o traidor Michel Temer foi acusado e poupado", afirmou o ex-jogador ao jornal Clarín, da Argentina.

Em janeiro deste ano, Maradona já havia publicado uma foto com a camisa da seleção brasileira, o nome do ex-presidente e o número 18, referência à campanha que Lula fazia para disputar as próximas eleições.

Lula foi preso dois dias após o decreto de Moro. O político está detido em Curitiba, condenado a 12 anos e um mês de reclusão. Ele foi o primeiro ex-presidente brasileiro a ser preso em virtude de uma condenação por crime comum. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos