Campeão da Copa 2006 é condenado à prisão por envolvimento com mafiosos

Do UOL, em São Paulo

  • AFP

    Vincenzo Iaquinta foi acusado de intermediar venda de armas à 'Ndrangheta

    Vincenzo Iaquinta foi acusado de intermediar venda de armas à 'Ndrangheta

As autoridades italianas condenaram nesta quarta-feira o ex-jogador Vincenzo Iaquinta a seis anos de prisão por envolvimento em crimes da 'Ndrangheta, uma das mais conhecidas organizações criminosas do país. A informação é do jornal Gazzetta dello Sport.

De acordo com a publicação, Iaquinta foi acusado de intermediar a venda ilegal de armas, com o agravante de ter participado de negociações com mafiosos. A Justiça italiana ainda pediu 19 anos de prisão para o pai do ex-jogador, Giuseppe, por filiação à 'Ndrangheta.

O julgamento concluído nesta quarta-feira distribuiu sentenças para 147 réus e foi considerado o maior contra a organização no norte da Itália. Entre outros crimes, os acusados foram condenados por associação criminosa, extorsão e fraude. As penas mais altas foram para Michele Bolognino (30 anos) e Gaetano Blasco (26 anos e seis meses).

Ao longo da carreira, Iaquinta passou por clubes como Castel di Sangro (1998 a 2000), Udinese (2000 a 2007) e Juventus (2007 a 2013), pelo qual se aposentou. Defendeu a seleção da Itália nas Copas do Mundo de 2006 e 2010, conquistando o título na primeira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos