São Paulo é condenado a pagar R$ 20 mi por caso Ricardinho; clube contesta

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

  • Jorge Araujo/Folha Imagem

    Meia Ricardinho atuou no São Paulo em 2002, mas saiu em baixa, dois anos depois

    Meia Ricardinho atuou no São Paulo em 2002, mas saiu em baixa, dois anos depois

O São Paulo foi condenado a pagar uma dívida de aproximadamente R$ 20 milhões para investidores que participaram da contratação de Ricardinho, em 2002. Por três votos a dois, os ministros da Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) deram parecer contrário ao clube nesta terça-feira (22). O Tricolor, no entanto, vai recorrer do caso no Supremo Tribunal Federal (STF), sendo que ainda cabem embargos no STJ.  O caso já havia sido julgado em outras instâncias - com vitória dos investidores na primeira e do São Paulo na segunda.

Na época da contratação do jogador, o clube recebeu R$ 2.125.000,00 das empresas RES Empreendimentos e Participações Ltda. e da Time Traveller Turismo e Empreedimentos Ltda. para fechar a transferência de Ricardinho. Em contrapartida, as firmas ficariam com 35% dos direitos do atleta. Em 2004, porém, o ex-jogador e o clube abriram mão de seus direitos para assinar a rescisão.

Para ler esta notícia na íntegra, além de outras novidades dos bastidores da bola, leia a coluna De Primeira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos